Noites de Musk no Twitter preocupam investidores da Tesla

Por Hyunjoo Jin e Akash Sriram

SAN FRANCISCO (Reuters) - Em 2018, Elon Musk trabalhava a noite toda e dormia nas fábricas da Tesla nos Estados norte-americanos da Califórnia e em Nevada, enquanto a empresa lutava para aumentar a produção do veículo Model 3.

Na segunda-feira, Musk disse que trabalhou a noite toda na sede do Twitter em San Francisco e continuaria "trabalhando e dormindo aqui" até que a plataforma de mídia social - que ele adquiriu recentemente por 44 bilhões de dólares - fosse consertada.

A propensão de Musk, que se descreve como um "nanomanager (nanogerente)", para trabalhar longas horas em momentos de crise tem sido uma parte bem conhecida de sua marca. Mas o mergulho profundo do bilionário no Twitter, após uma compra prolongada que ele tentou desistir, deixou alguns investidores da Tesla preocupados com sua capacidade de se concentrar em seu papel como presidente-executivo da montadora mais valiosa do mundo.

"Os investidores da Tesla ficarão frustrados", disse Gene Munster, sócio-gerente da empresa de capital de risco Loup Ventures. "Ele provavelmente vai passar mais tempo no Twitter do que qualquer investidor da Tesla se sente confortável."

As ações da Tesla caíram 50% desde o início de abril, quando ele revelou que havia adquirido uma participação no Twitter. As vendas das próprias ações da Tesla de Musk - totalizando 20 bilhões de dólares desde que ele divulgou sua participação no Twitter - aumentaram a pressão.

Até agora neste mês, os tuítes de Musk sobre seus esforços para reiniciar o Twitter representaram mais de dois terços de suas postagens na plataforma que ele adquiriu em outubro, de acordo com uma contagem da Reuters.

Já a Tesla foi responsável por apenas 3% de seus tuítes de 1º a 15 de novembro, abaixo da média de quase 16% nos oito meses anteriores.

Munster disse que espera que o Twitter consuma a atenção de Musk nos próximos seis a 12 meses, acrescentando que a Tesla é uma empresa mais desenvolvida do que nos dias anteriores e menos dependente imediatamente de Musk.

Nos últimos dias, Musk disse que sua carga de trabalho aumentou significativamente após sua compra no Twitter.

"Tenho muito trabalho para fazer", disse ele em um vídeo para uma conferência de negócios na Indonésia na segunda-feira, afirmando que estava trabalhando "da manhã à noite, sete dias por semana".

O investidor da Tesla, Ross Gerber, um forte apoiador de Musk, disse na terça-feira que a Tesla precisava encontrar um substituto para seu presidente-executivo multitarefa. "Acho que ele finalmente chegou a um ponto em que está realmente se desafiando. Acho que eles precisam encontrar a pessoa certa. E, francamente, eles simplesmente não têm essa pessoa."

O conselho da Tesla expressou preocupação com o compromisso de Musk com a SpaceX e várias empresas menores. O presidente do conselho da Tesla, Robyn Denholm, disse em um e-mail de 2018 que o "tempo mínimo" que Musk estava gastando na Tesla estava "se tornando cada vez mais problemático", de acordo com documentos judiciais relacionados ao seu julgamento do pacote de pagamento de 56 bilhões de dólares para ele sem exigir sua atenção em tempo integral.

Outro membro do conselho, Ira Ehrenpreis, observou no julgamento que Musk foi pago pelos resultados, não pelo tempo gasto, uma visão repetida por Musk em um depoimento de 2021. Na reunião anual da Tesla em agosto, Musk respondeu a uma pergunta sobre "risco de homem-chave" reconhecendo seus colegas. "Temos uma equipe muito talentosa aqui. Portanto, acho que a Tesla continuaria indo muito bem mesmo se eu fosse sequestrado por alienígenas ou voltasse para meu planeta natal talvez."

(Por Hyunjoo Jin e Akash Sriram; reportagem adicional de Aditya Soni e Yurvaj Malik)