A 'noiva da chuva', um ritual curdo em tempos de seca

·1 min de leitura

Diante da seca que ameaça suas colheitas e seus meios de subsistência, os curdos da Síria trouxeram de volta nesta sexta-feira (19) um ritual centenário para fazer chover.

Na cidade de Qamichli, no nordeste do país, residentes curdos, entre eles muitas crianças, marcharam pelas ruas com uma boneca de madeira vestida com tecidos coloridos, a chamada "noiva da chuva", e a encharcaram com água. Outros recitaram orações especiais.

Por séculos, a comunidade curda praticou esse ritual durante os períodos de seca no inverno. A cerimônia, abandonada nas últimas décadas, ressurgiu após várias estiagens e o recorde de falta de chuva na região.

“Abandonamos essa tradição há muito tempo, mas a recuperamos nos últimos dois anos devido à forte seca”, explicou Farhan Ahmad, um agricultor de 54 anos.

Hajji Suleiman, de 71 anos, lembra de ter realizado o ritual quando era criança, mas disse que as circunstâncias mudaram.

"Já estamos em pleno inverno e não choveu nenhuma vez!", destacou.

str/ho/tp/bk/pc/meb/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos