Noiva descobre durante casamento que sogra é, na verdade, sua mãe

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Noiva descobriu ser filha biológica da própria sogra - Foto: Reprodução
Noiva descobriu ser filha biológica da própria sogra - Foto: Reprodução
  • Mãe do noivo descobriu ser mãe biológica da noiva graças a uma marca de nascença

  • Pais da noiva revelaram que a encontraram abandonada à beira de uma estrada

  • Como noivo também foi adotado pela mãe, casamento pôde acontecer

Uma história digna de novela tornou ainda mais especial uma cerimônia de casamento na China. Durante a festa, a noiva descobriu que sua sogra era, na verdade, sua mãe biológica. O caso aconteceu na cidade de Suzhou e ganhou repercussão nesta terça-feira na imprensa mundial.

Durante a cerimônia realizada no último dia 31, a mãe do noivo notou uma marca de nascença na mão da noiva, semelhante à existente na filha que ela havia dado para adoção há muitos anos.

Leia também

“Por acaso vocês adotaram a filha de vocês?”, questionou aos pais da noiva. Assustados, eles responderam que sim e que haviam a encontrado abandonada em uma estrada há mais de 20 anos

Sem nunca terem tocado no assunto com o noivo, perguntaram como a mulher poderia saber aquela informação. Foi aí que descobriram que ela era, na verdade, a mãe biológica da filha deles.

A revelação emocionou a noiva, que caiu no choro. Posteriormente, ela revelou que estava tão desesperada para conhecer sua família biológica que aquele momento se tornou “mais feliz do que o casamento em si”.

Cerimônia aconteceu, mesmo com a revelação

A cerimônia, aliás, pôde seguir sem problemas. Isso porque o noivo era, na verdade, filho adotivo.

Mesmo emocionada, noiva deu sequência ao casamento - Foto: Reprodução
Mesmo emocionada, noiva deu sequência ao casamento - Foto: Reprodução

A mãe do noivo explicou, inclusive, que o adotou depois de desistir de procurar por sua filha perdida. A noiva chegou a preocupar-se com o casamento, mas ouviu da sogra – e mãe biológica – que ela não fazia nenhuma objeção à união, uma vez que eles não tinham laços sanguíneos.