Nokia volta a vender modelo 3310, o celular “indestrutível”

Os avanços tecnológicos nem sempre melhoram os aparelhos eletrônicos. Para que hoje em dia pudéssemos desfrutar de verdadeiros computadores de bolso com os smartphones, os fabricantes tiveram que eliminar algumas das características de maior destaque que faziam sucesso há 15 anos. Um exemplo é a bateria: qualquer celular do ano 2000 tinha uma autonomia de vários dias, enquanto os atuais duram apenas algumas horas se estiverem em uso. Outro ponto importante é a resistência, já que os smartphones precisam de capinhas resistentes para protegê-los.

O Nokia 3310 é, provavelmente, o melhor representante desta última característica. O aparelho que a empresa finlandesa lançou há 17 anos, era indestrutível. Não havia problema se ele caísse do bolso, fosse jogado longe por um bebê aborrecido, ou atingido por um meteoro: ele continuava mantendo sua forma sem nenhum dano. Por isso – e pelo fato de que o dispositivo funcionava muito bem – foram vendidas mais de 120 milhões de unidades em todo o mundo.

Nokia 3310 (Aliexpress)

Agora, a Nokia quer recuperar o prestígio perdido nos últimos anos, e anunciou que vai ressuscitar este clássico. Bom, na realidade o anúncio não foi feito pela Nokia, e sim pela HMD, a empresa – também finlandesa – responsável pela marca, patentes e imagem da renomada companhia de tecnologia.

O primeiro lançamento do novo Nokia foi o Nokia 6, um celular que não tem nada de retrô: tela touch de 5,5 polegadas, 4Gb de memória RAM e chip Qualcomm Snapdragon. O dispositivo tem instalado o sistema operacional Android 7.1 e só foi colocado à venda na China, onde obteve um enorme sucesso (o estoque se esgotou em minutos em 8 de janeiro, dia do lançamento).

O novo Nokia 3310 poderá ser visto pela primeira vez no Mobile World Congress, que ocorrerá em Barcelona entre 27 de fevereiro e 2 de março.

De acordo com o The Guardiano celular só estará disponível, inicialmente, na Europa e na América do Norte, e custará 59 euros. O original chegou ao mercado no ano 2000 com um preço de 150 euros.

E como será o novo aparelho? Até o momento a Nokia está mantendo todas as suas características em segredo. Não se sabe se ele contará com conexão à Internet ou se será apenas um celular simples que envia mensagens de texto e faz chamadas. Seja qual for o caso, só pedimos três coisas à Nokia: que a bateria dure semanas, que o celular seja indestrutível e, é claro, que tenha o jogo Snake instalado.

 Néstor Parrondo | Tecnología y redes 
Yahoo Finanzas