Nome de confiança de Lula, Zé Guimarães é anunciado líder do futuro governo na Câmara

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, confirmou nesta quinta-feira que José Guimarães (PT) será o líder do governo na Câmara dos Deputados. Especulado no posto desde a transição, ele é filiado ao PT desde 1985 e foi reeleito para o seu quinto mandato de deputado federal nas últimas eleições. Guimarães foi coordenador nas campanhas de Lula à Presidência em 1989 e 2002 e ocupou a liderança do governo de Dilma Rousseff, em 2013.

Veja quem são: Lula define escalação final de seus 37 ministérios

'Quem perdeu as eleições, fique quietinho', diz Lula sobre a posse

Próximo da alta cúpula do PT, ele teve o seu nome citado no principal escândalo que envolveu o partido, o mensalão. Em 2005, o chefe de gabinete dele, José Adalberto Vieira, foi preso no embarque do aeroporto de Congonhas (SP) com US$ 100 mil escondidos na cueca quando tentava pegar um voo com destino a Fortaleza. No dia seguinte, José Genoíno, irmão de Guimarães, saiu da direção do PT.

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia que tentava ligar o dinheiro a propina em contratos do consórcio Sistema de Transmissão do Nordeste e do Banco do Nordeste. No entanto, o caso prescreveu no ano passado, sem que a participação dele ficasse comprovada. Em 2012, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) já havia o inocentado.

Nascido no Ceará, José Guimarães é advogado e iniciou a sua vida política no movimento sindical e no Comitê Brasileiro pela Anistia. Ele também presidiu o PT cearense de 1991 a 2000. Em 2010, foi o segundo deputado federal mais votado no seu estado e o mais votado do PT, com 210 mil votos.