Nomes para transição começarão a ser anunciados na 2ª, diz Alckmin

Vice-presidente eleito Geraldo Alckmin durante entrevista coletiva em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - Os nomes indicados pelo PT para a transição do governo Jair Bolsonaro para a gestão Luiz Inácio Lula da Silva deverão ser entregues ao governo federal na próxima semana, disse o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin nesta quinta-feira.

Alckmin, indicado por Lula como coordenador de sua equipe de transição, teve nesta quinta sua primeira reunião com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, a quem foi entregue o pedido de Lula para que o ex-governador de São Paulo seja oficialmente nomeado para o cargo de coordenação.

Alckmin destacou que a equipe tem 50 cargos em comissão para preencher, além de poder requisitar servidores para atuar na transição. Além disso, espera o vice-presidente eleito, os partidos deverão ter voluntários também trabalhando na formatação do novo governo.

O governo federal cedeu o prédio do Centro Cultural Banco do Brasil para servir de sede para o governo de transição. Segundo Alckmin, a partir da semana que vem a equipe começará a despachar de Brasília.

De acordo com uma fonte ouvida pela Reuters, o PT mapeou servidores que poderiam ajudar nos ministérios e pretende requisitá-los. Havia um temor de pouca colaboração do governo atual ao ceder informações, daí a necessidade de trabalhar com servidores.

(Por Lisandra Paraguassu)