Norte e noroeste fluminense ainda enfrentam transtornos com a chuva

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

As chuvas continuam causando transtornos em cidades do norte e noroeste do estado do Rio de Janeiro. Para prevenir e minimizar danos, a Defesa Civil Estadual (Sedec-RJ) e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) fazem o monitoramento da região e de outras partes do estado.

Nas últimas 24 horas, os bombeiros atenderam 70 ocorrências relacionadas às chuvas no território fluminense, incluindo cortes de árvores, deslizamentos, desabamentos, inundações e salvamentos de pessoas ilhadas. Pelos números do CBMERJ, desde a sexta-feira (6) foram mais de 300 atendimentos. Os bombeiros retiraram dois corpos de homens em rios que estavam com nível elevado nas cidades de Aperibé e Santo Antônio de Pádua.

Notícias relacionadas:

De acordo com a Defesa Civil do estado, os municípios de Laje do Muriaé, Aperibé, Santo Antônio de Pádua e Miracema declararam situação de emergência. Já as cidades de Cambuci e Engenheiro Paulo de Frontin instalaram gabinetes de gestão de crise. Além desses municípios, a Defesa Civil acompanha a situação em Itaperuna, Italva, Cardoso Moreira e São Francisco do Itabapoana.

A secretaria mantém contato permanente com as prefeituras e dá suporte quando as ocorrências extrapolam a capacidade de resposta da gestão municipal. “Na região noroeste, onde foram registrados alagamentos provocados pelo volume excessivo de chuvas, agentes da Defesa Civil Estadual se reuniram com autoridades locais para avaliação dos prejuízos e a adoção de medidas para garantir a volta à normalidade, o mais rápido possível”, informou.

As cidades de Laje do Muriaé e Aperibé recebem hoje (10) ajuda humanitária da Defesa Civil Estadual. Ao todo serão doados 480 itens, incluindo colchões, travesseiros e cobertores.

Previsão

As condições meteorológicas e os níveis pluviométricos continuam sendo acompanhados pelo Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais do Rio de Janeiro (Cemaden-RJ), que envia alertas para as regiões em caso de riscos hidrológicos e geológicos.

Na manhã desta terça-feira, os rios Pomba, Muriaé e Itabapoana apresentam pontos de transbordo. Os técnicos também observam a evolução do Rio Paraíba do Sul.

A previsão para hoje é de céu nublado a encoberto, com chuva fraca a moderada isolada a qualquer momento, mas a partir da tarde, há possibilidade de pancadas de chuva moderada a ocasionalmente forte com ventos fracos a moderados.

O governo do estado do Rio de Janeiro montou uma força-tarefa com diferentes secretarias para atender os municípios mais atingidos pelas chuvas dos últimos dias, especialmente no norte e noroeste fluminense. “Nossas equipes seguem de prontidão para atender a população e trabalhando para restabelecer a normalidade nas cidades mais afetadas”, disse o governador Cláudio Castro.

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, por meio da Subsecretaria de Gestão do Sistema Único de Assistência Social, está percorrendo os municípios atingidos pelas chuvas e já esteve em Aperibé, Santo Antônio de Pádua, Cambuci e Miracema.

Campanha

A obra social RioSolidario lançou a campanha Chuva de Solidariedade, para ajudar famílias atingidas pelas chuvas e para arrecadar alimentos não perecíveis, água mineral, materiais de higiene pessoal como escova de dentes, pasta dental, sabonete, shampoo, fraldas infantis/geriátricas e absorventes higiênicos, além de materiais de limpeza como cloro, álcool, sabão em pó, vassoura, rodo e pano de chão. Os itens podem ser doados na sede da instituição, na Travessa Euricles de Matos, nº 17, em Laranjeiras, zona sul do Rio, de segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 17h.

Região Serrana

A Defesa Civil de Petrópolis emitiu, às 12h de hoje, um alerta via SMS alertando a população para a possibilidade de pancadas de chuva moderada a ocasionalmente forte nos períodos da tarde e noite desta terça-feira. “A Defesa Civil pede que a população fique atenta às próximas atualizações”, orientou.

Em Teresópolis, não há pontos de alagamentos, mas o estágio atual é de atenção. A previsão é de chuva fraca a moderada na cidade. A Defesa Civil pede que a população fique atenta aos alertas via SMS e sirenes e em caso de emergência, ligue 199 ou entre em contato via WhatsApp (21) 2742-7025.

Capital

Segundo o Alerta Rio, o tempo segue instável hoje na capital, em consequência da presença de umidade em toda a atmosfera, juntamente a áreas de instabilidade em médios e altos níveis. O céu deve variar entre nublado e encoberto, com previsão de chuva fraca no início do dia e pancadas de chuva nos períodos da tarde e noite, com raios. A previsão é ainda de ventos fracos a moderados e as temperaturas com ligeira elevação, sendo a mínima de 20°C e máxima de 30°C.

Conforme o Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR), o município retornou ao estágio de normalidade às 9h15 desta terça-feira. A cidade estava em estágio de mobilização desde as 16h de ontem (9). O estágio de normalidade é o primeiro em uma escala de cinco e significa que não há ocorrências de grande impacto. “Neste estágio, podem ocorrer pequenos incidentes, mas que não interfiram de forma significativa na rotina do cidadão”, disse o COR.

Ouça na Radioagência Nacional: