'Nos momentos de festa ou de dor, militares estarão sempre unidos, em prol do povo brasileiro', diz comandante da Marinha

·1 minuto de leitura

RIO — O comandante da Marinha, Almir Garnier Santos, compartilhou nesta sexta-feira, no Twitter, a entrevista do comandante da Aeronáutica, Carlos Almeida Baptista Júnior, publicada hoje no GLOBO, e disse que os militares estarão sempre unidos, em prol do povo brasileiro, nos momentos de festa ou de dor.

"Nos momentos de festa ou de dor, os militares estarão sempre unidos, em prol do povo brasileiro. Espírito de corpo forte. Corporativismo, jamais!", postou.

Ao GLOBO, o brigadeiro Baptista disse que os militares estão incomodados com o que descreve como uma tentativa de associação, por parte da CPI, entre a corporação e as suspeitas de corrupção apuradas pelos senadores. Criticou o tratamento dispensado a colegas que estão na mira das investigações, como o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e o ex-secretário-executivo da pasta Elcio Franco. Mas afirmou que as Forças não vão tolerar casos comprovados em seus quadros. “Não somos lenientes com desvios e não temos qualquer intenção de proteger ninguém que está à margem da lei.

O comandante da Aeronáutica disse ainda que os militares se mantêm “dentro das linhas da Constituição”. E trata como um “alerta às instituições” a nota divulgada anteontem, na qual ele e os demais comandantes militares dizem que as “Forças Armadas não aceitarão ataques levianos”. Sobre as especulações de que poderiam embarcar numa aventura golpista, afirma: “Homem armado não ameaça”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos