'Nosso mandato será um instrumento a serviço do movimento negro', diz Douglas Belchior

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 13.06.2020 - O candidato a deputado federal Douglas Belchior (PT). (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 13.06.2020 - O candidato a deputado federal Douglas Belchior (PT). (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O candidato a deputado federal Douglas Belchior (PT) afirmou que, se eleito, seu mandato será um instrumento a serviço do movimento negro. "O parlamento é uma dimensão da luta, é um espaço de atuação política, mas não é o único e nem o principal, o principal é a rua", afirmou.

Belchior que é professor e militante do movimento negro disse que levará para o Congresso como pauta prioritária o debate sobre educação e enfrentamento ao racismo.

"A gente defende que candidaturas do movimento negro sejam eleitas por serem candidaturas orgânicas que defendem a agenda política do movimento", afirmou.

O candidato disse ainda que mesmo o Bolsonaro sendo derrotado nas urnas o bolsonarismo vai continuar e, por isso, é preciso formar um Congresso de maioria de parlamentares do setor popular e progressista, para servir de alavanca para políticas de direitos humanos e sociais.

"O Brasil é um país de raízes conservadoras, racista, homofóbica e machista e o Bolsonaro encarna na sua pessoa esses sentimentos que são históricos e profundos da sociedade brasileira. O Congresso Nacional sempre reproduziu essa hegemonia de pensamento", afirmou.

Além do tema da educação, Belchior disse que levará também o debate sobre segurança pública, direitos humanos, segurança alimentar e saúde pública, pois são todos temas que dizem respeito "a vida do povo negro".

Belchior foi o segundo entrevistado desta quinta-feira (22) na série de lives da Folha de S.Paulo com candidatos a deputado federal por São Paulo. As transmissões, que começaram esta semana, acontecem pelo perfil do jornal no Instagram.