Notícias do dia - O que você precisa saber para começar a quinta

Redação Notícias
·3 minuto de leitura
BRASILIA, BRAZIL - DECEMBER 09:  President of Brazil Jair Bolsonaro reacts during the opening ceremony of the forum "The Control in Combating Corruption" amidst the Coronavirus (COVID - 19) pandemic at Planalto Palace on December 09, 2020 in Brasilia. Brazil has over 6.674,000 confirmed positive cases of Coronavirus and has over 178,159 deaths. (Photo by Andre Borges/Getty Images)
Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto (Andre Borges/Getty Images)

Covid-19: Brasil registra 1.274 mortes em 24 horas, Bolsonaro sabotou controle da pandemia, aponta órgão, Associação Médica Brasileira faz apelo por vacinação: “Se protege e protege também as pessoas de seu convívio social”, Saúde: Vacinação começará simultaneamente em capitais, Pazuello garante vacinação para janeiro e diz que Manaus será primeira cidade a receber a vacina, Doria quer vacinação logo após aprovação da Anvisa, Bolsonaro ironiza eficácia da Coronavac: 'Essa de 50% é boa?' e Covid-19: Morre Maguito Vilela, prefeito eleito de Goiânia.

Confira o que você precisa saber para começar a quinta-feira, dia 24 de janeiro de 2020:

Covid-19: Brasil registra 1.274 mortes em 24 horas

O Brasil registrou 1.274 novas mortes pelo novo coronavírus e 60.899 casos da doença nesta terça (12). Com isso, o total de mortos chegou a 205.964 e o de casos a 8.256.536, de acordo com o painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Bolsonaro sabotou controle da pandemia, aponta órgão

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tentou sabotar as medidas para conter o contágio do novo coronavírus. Esse é o entendimento da organização internacional Humans Rights Watch (HRW) em seu relatório anual sobre os direitos humanos no mundo, divulgado nesta quarta-feira. Além da resposta à pandemia, o documento critica ainda a conduta do governo brasileiro em relação à preservação ambiental e às liberdades individuais. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Saúde: Vacinação começará simultaneamente em capitais

Sem dar data para o início da vacinação contra a Covid, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco disse nesta quarta-feira (13) que a vacinação contra Covid iniciará de forma simultânea e apenas quando todas as capitais tiverem doses da vacina. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Pazuello garante vacinação para janeiro e diz que Manaus será primeira cidade a receber a vacina

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou, na manhã desta quarta-feira (13), que a vacinação contra covid-19 começa em janeiro no Brasil em todos os estados, ao mesmo tempo, inclusive em Manaus. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Associação Médica Brasileira faz apelo por vacinação: “Se protege e protege também as pessoas de seu convívio social”

A Associação Médica Brasileira (AMB) fez um apelo para que a população se vacine contra o coronavírus, assim que houver um imunizante disponível no Brasil. No entanto, alerta que somente a vacinação não é suficiente, é preciso continuar usando máscaras e respeitando o distanciamento social. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Doria quer vacinação logo após aprovação da Anvisa

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (13) esperar que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize o uso emergencial da vacina CoronaVac, no próximo domingo (17), por uma questão humanitária. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Bolsonaro ironiza eficácia da Coronavac: 'Essa de 50% é boa?'

Na contramão de falas contundentes de especialistas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou, nesta quarta-feira (13), a eficácia de 50,38% da Coronavac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac contra a Covid-19. O imunizante tem sido a bandeira de João Doria (PSDB), governador de São Paulo, inimigo político do presidente. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Covid-19: Morre Maguito Vilela, prefeito eleito de Goiânia

O ex-governador de Goiás e prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), morreu aos 71 anos, no início desta quarta-feira (13). Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, com uma infecção pulmonar, consequência da Covid-19. O falecimento foi confirmado pelo secretaria de Comunicação da capital. LEIA A MATÉRIA COMPLETA