Notícias do dia - O que você precisa saber para começar a sexta

Casamento realizado em drive-thru no cartório do bairro de Santa Cruz, no Rio de Janeiro (AP Photo/Silvia Izquierdo)

Coronavírus: Brasil tem 26.754 mortes e 438.238 casos confirmados, Bolsonaro relaciona queda do número de óbitos com operação no Rio: "Acho que a PF mata vírus", Datafolha: Reprovação de Bolsonaro bate recorde, mas base apoiadora se mantém, Celso de Mello envia à PGR pedido de impeachment contra Augusto Heleno, Bolsonaro diz que Aras é nome forte para eventual terceira vaga no Supremo, Bolsonaro sanciona socorro a estados sem reajuste a servidores, Covas pressionou Doria por reabertura de comércio em SP, diz jornal e Ministros da Saúde e Justiça revogam portaria sobre quarentena e isolamento.

Confira o que você precisa saber para começar a sexta-feira, dia 29 de maio de 2020:

Coronavírus: Brasil tem 26.754 mortes e 438.238 casos confirmados, diz Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde atualizou para 26.754 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil nesta quinta (28). Ao todo, também foram confirmados 438.238 casos da Covid-19 no país. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Bolsonaro relaciona queda do número de óbitos com operação no Rio: "Acho que a PF mata vírus"

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez um comentário durante sua transmissão semanal nas redes sociais nesta quinta-feira (28), citando a operação da Polícia Federal no Rio de Janeiro que mirou o governador do Estado, Wilson Witzel (PSC), opositor do presidente. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Datafolha: Reprovação de Bolsonaro bate recorde, mas base apoiadora se mantém

Uma pesquisa do instituto Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta quinta-feira (28), aponta uma reprovação recorde da gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Por outro lado, a base de apoio do governo se manteve no mesmo patamar. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Celso de Mello envia à PGR pedido de impeachment contra Augusto Heleno

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou nesta quinta-feira ao procurador-geral da República, Augusto Aras, petições de parlamentares que acusaram o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, de crime de responsabilidade. Caberá a Aras opinar se há indício de cometimento de crime ou não. Em caso positivo, ele pedirá abertura de inquérito para investigar o assunto. Caso contrário, pedirá o arquivamento das petições. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Aras é nome forte para eventual terceira vaga no Supremo, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta quinta (28) que o procurador-geral da República, Augusto Aras, hoje responsável por investigações que atingem o chefe do Executivo, é um nome forte a ser indicado por ele para disputar uma possível terceira vaga no STF (Supremo Tribunal Federal). LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Bolsonaro sanciona socorro a estados, e servidores ficarão sem reajuste até 2021

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deixou para o último dia a sanção do projeto de lei que autoriza o socorro a estados e municípios por conta da crise causada pela pandemia do novo coronavírus. O texto foi assinado na quarta-feira (27) pelo presidente e publicado no Diário Oficial da União (DOU) de quinta-feira (28). LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Covas pressionou Doria por reabertura de comércio em SP, diz jornal

A retomada gradual das atividades na cidade de São Paulo foi fruto da pressão do prefeito Bruno Covas sobre o governador João Doria. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo. Covas relatou a Doria que o fechamento do comércio seria insustentável por mais uma semana, com risco até de “desobediência civil”, conforme circulou em grupos de WhatsApp de gestores. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Ministros da Saúde e Justiça revogam portaria sobre quarentena e isolamento

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, e o ministro da Justiça, André Mendonça, revogaram portaria que estabelecia normas sobre medidas de quarentena e isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus. O texto revogado foi assinado por Luiz Henrique Mandetta e Sergio Moro. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.