Notícias do dia - O que você precisa saber para começar a quinta

Redação Notícias
·4 minuto de leitura
MONTEVIDEO, URUGUAY- (ARCHIVE): A file photo dated March 01, 2020 shows President of Brazil Jair Bolsonaro (L) along with his wife Michelle Bolsonaro (R) arriving at the inauguration ceremony of Uruguay's new President Luis Lacalle Pou, at the Plaza Independencia in Montevideo, Uruguay. President Jair Bolsonaro tested positive for coronavirus (COVID-19). (Photo by Carlos Lebrato/Anadolu Agency via Getty Images)
Jair Bolsonaro.(Photo by Carlos Lebrato/Anadolu Agency via Getty Images)

Covid-19: Brasil tem 67.964 mortes e 1.713.160 casos confirmados, dizem secretarias de Saúde; Fundador da Ricardo Eletro é preso acusado de fraudes fiscais; Flávio Bolsonaro depôs por vídeo, um ano e meio após ser convocado pela primeira vez; Após vetos, STF obriga Bolsonaro a adotar medidas para proteger indígenas; Mesmo com Bolsonaro infectado, governo não irá isolar servidores que tiveram contato com ele; Facebook suspende rede de fake news ligada a assessores de Bolsonaro e filhos; Enem 2020 será em janeiro de 2021, diz MEC; Avião de pequeno porte cai perto do Campo de Marte, na Zona Norte de SP

Confira o que você precisa saber para começar a quinta-feira, dia 9 de julho de 2020:

Covid-19: Brasil tem 67.964 mortes e 1.713.160 casos confirmados, dizem secretarias de Saúde

O número de casos do novo coronavírus no Brasil subiu para 1.713.160 e o total de mortes chega a 67.964. Os dados, divulgados na noite desta terça-feira (7), constam no painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Fundador da Ricardo Eletro é preso acusado de fraudes fiscais

O empresário Ricardo Nunes, fundador e ex-principal acionista da rede varejista Ricardo Eletro, foi preso em São Paulo na manhã desta quarta-feira em operação de combate à sonegação fiscal e lavagem de dinheiro em Minas Gerais. O trabalho é uma força-tarefa do Ministério Público de Minas Gerais, Receita Estadual e pela Polícia Civil. A operação recebeu o nome de "Direto com o Dono". LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Flávio Bolsonaro depôs por vídeo, um ano e meio após ser convocado pela primeira vez

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) prestou depoimento ontem ao Ministério Público (MP) do Rio na investigação sobre a “rachadinha” na Assembleia Legislativa (Alerj). A oitiva foi feita por videoconferência pelos promotores do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc), que investiga o caso desde março de 2019. O senador foi chamado a depor pelo MP pela primeira vez em janeiro do ano passado, há quase 18 meses. Flávio é investigado por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa junto com o ex-assessor Fabrício Queiroz. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Após vetos, STF obriga Bolsonaro a adotar medidas para proteger indígenas

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, determinou que o governo federal deve adotar cinco medidas para proteger os povos indígenas da infecção do novo coronavírus. A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 8, após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetar trechos de um projeto de lei que visava dar assistência a índios e quilombolas. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Mesmo com Bolsonaro infectado, governo não irá isolar servidores que tiveram contato com ele

A Secretaria-Geral da Presidência da República divulgou, na terça-feira (7), que não irá isolar funcionários que tiveram contato com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A informação, em nota, foi dada no mesmo dia em que o presidente foi diagnosticado com Covid-19. “Não há protocolo médico, seja do Ministério da Saúde ou da OMS, que recomende medida de isolamento pelo simples contato com casos positivos”, diz trecho da nota sobre o balanço dos procedimentos adotados pela pasta. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Facebook suspende rede de fake news ligada a assessores de Bolsonaro e filhos

O Facebook suspendeu nesta quarta-feira (8) uma rede de contas na rede social que a empresa disse ter sido usada para espalhar mensagens políticas de desinformação por assessores do presidente Jair Bolsonaro e de dois de seus filhos. A empresa afirmou que, apesar dos esforços para disfarçar quem estava por trás da atividade, foram encontrados vínculos com as equipes de dois parlamentares, assim como de assessores do presidente e de seus filhos Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que é deputado federal, e Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que é senador. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Enem 2020 será em janeiro de 2021, diz MEC

O MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta quarta-feira (8) as novas datas do Enem 2020. A primeira prova escrita será no dia 17 de janeiro de 2021 e a segunda prova, 24 de janeiro de 2021. Já as provas do exame na versão digital serão em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Avião de pequeno porte cai perto do Campo de Marte, na Zona Norte de SP

Um avião de pequeno porte caiu nos arredores do Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte de São Paulo, na tarde desta quarta-feira. Segundo a emissora Globo News, o piloto morreu. O acidente aconteceu na Avenida Braz Leme, onde várias pessoas caminhavam na hora da queda. Um vídeo gravado por um pedestre mostra o incêndio nos destroços. A área foi isolada e o Corpo de Bombeiros está de prontidão no local. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.