Notícias do dia - O que você precisa saber para começar a segunda (18)

O guarda municipal Marcelo Arruda celebrava seu aniversário de 50 anos com temática do PT - Foto: Reprodução
O guarda municipal Marcelo Arruda celebrava seu aniversário de 50 anos com temática do PT - Foto: Reprodução

Petista morto

Uma vigilante afirma ter escutado o policial penal Jorge José da Rocha Guaranho gritar "aqui é Bolsonaro" antes de matar o guarda municipal Marcelo Arruda no último sábado (9). Arruda comemorava o aniversário de 50 anos com uma festa temática do PT em Foz do Iguaçu (PR). As informações foram publicadas pelo UOL. O depoimento da vigia não entrou na conclusão da investigação embora esteja no inquérito. A Polícia Civil do Paraná, que solicitou sigilo do processo à Justiça, concluiu na sexta (15) o inquérito com o indiciamento de Guaranho, acusado de homicídio qualificado por motivo torpe e por causar perigo a outras pessoas. A pena pode variar de 12 a 30 anos de cadeia. Durante entrevista coletiva, a delegada Camila Cecconello declarou que não houve motivação política para o crime. Leia a matéria aqui.

Justificativa da Polícia Civil do PR

Após receber críticas de familiares de Marcelo Arruda e dirigentes de partidos de esquerda, a Polícia Civil do Paraná divulgou uma nota neste domingo (17) justificando porque o assassinato do petista não foi enquadrado como crime político. Segundo o texto do órgão, não há nenhuma qualificadora específica para motivação política prevista em lei, "portanto isto é inaplicável". Leia a matéria aqui.

TV Globo

Correspondente da Globo na Itália há mais de vinte anos, Ilze Scamparini finalmente revelou o porquê de sempre fazer as suas entradas nos programas jornalísticos da emissora em cima de telhados. A particularidade acabou caindo nas graças dos internautas, o que tornou a repórter bastante popular. Leia a matéria aqui.

Nota de R$ 100

Em julho de 1994, quando o real entrou em circulação, a nota de R$ 100 passou a ser de maior denominação. Agora, 28 anos depois, a cédula perdeu 86,09% do poder de compra. Subtraída a inflação, a nota de R$ 100 compra, atualmente, o que seria possível adquirir com apenas R$ 13,91 naquele período, mostram cálculos do economista Bruno Imaizumi, da LCA Consultores. Leia a matéria aqui.

Bolsonaro

O presidente da República, Jair Bolsonaro, rechaçou neste domingo qualquer possibilidade de derrota nas eleições para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). E aproveitou para provocar seu principal adversário na corrida eleitoral deste ano. Leia a matéria aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos