Notícias do dia - O que você precisa saber para começar a quinta (14)

·2 minuto de leitura
Face mask on a teachers and school desk in a school classroom.
Foto: Getty Images

Câmara aprova texto-base do projeto que muda regra do ICMS sobre combustível

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (13) o texto-base do projeto que muda a regra sobre o ICMS (imposto estadual) de combustíveis e prevê que o tributo seja aplicado sobre o valor médio dos últimos dois anos para baratear o preço da gasolina. O texto-base foi aprovado por 392 votos a 71. Agora, os deputados vão analisar os destaques, que são tentativas de alteração de pontos específicos do projeto. Após a conclusão da votação, a proposta seguirá para o Senado. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Como será a volta às aulas presenciais em São Paulo

A partir de 18 de outubro, as aulas presenciais voltarão a ser obrigatórias no estado de São Paulo. A medida vale para as redes municipal, estadual e também particular. "O governo do estado de São Paulo anuncia a retomada obrigatória dos estudantes nas redes estadual, municipal e particular a partir da próxima semana, 18 de outubro. Com o avanço da vacinação, sendo o estado que mais vacina, assim como os indicadores de queda da covid-19, tornam possível e viável a obrigatoriedade dos alunos em sala de aula a partir da semana que vem", anunciou o governador João Doria (PSDB). LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Passagens aéreas 'sobem' 56,8% e frustram planos de viagem

O preço das passagens aéreas segue em decolagem. A inflação generalizada pesou sobre o preço dos bilhetes aéreos nos últimos meses. Nos últimos 12 meses, as passagens aéreas tiveram alta de 56,81%, ficando atrás apenas de quatro itens, três deles do grupo de alimentos e o etanol. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

IPVA de 2022 pode ficar 30% mais caro

Quem tem veículo próprio pode sofrer com mais uma alta: o preço do IPVA em 2022. Apesar da alíquota se manter a mesma do ano passado, os preços dos carros usados subiram desde o começo da pandemia e podem encarecer o imposto. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Bolsonaro diz que decidiu não se vacinar contra a covid: “Seria a mesma coisa que jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2”

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que decidiu não se vacinar contra a covid-19. Em outras ocasiões, ele declarou que tomaria a vacina depois que o “último brasileiro” tomasse. “Eu decidi não tomar mais a vacina. Eu estou vendo novos estudos, a minha imunização está lá em cima, para que vou tomar a vacina? Seria a mesma coisa que você jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2. Não tem cabimento isso”, disse, em entrevista à Jovem Pan. LEIA A MATÉRIA COMPLETA

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos