Nova Carteira de Identidade começa a ser emitida na próxima semana em seis estados. Ainda não há previsão para o RJ

Começa na próxima semana a emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN). No novo modelo de documento, o número de RG deixa de existir, e o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) passa a ser o único número de identificação do pais.

Os primeiros documentos serão emitidos no Rio Grande do Sul na terça-feira (dia 26). Os próximos estados a imprimir o documento são o Acre, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Ainda não há previsão para o início da emissão no Rio de Janeiro e demais estados.

De acordo com o Ministério da Economia, nesta primeira fase só serão emitidas novas identidades para cidadãos que estiverem com as informações no CPF de acordo com suas certidões atualizadas. Quem não possuir o documento ou estiver com informações incorretas no CPF pode recorrer aos canais de atendimento à distância da Receita Federal para resolver a situação. No futuro, diz ainda a pasta, os próprios órgãos de identificação civil farão novas inscrições e atualizações no CPF.

Viu?

Como corrigir informações no CPF

A atualização das informações no CPF pode ser realizada de forma gratuita pela internet, no site da Receita Federal (clique aqui). Em algumas situações, o procedimento gera um protocolo de atendimento e o cidadão deve enviar os seguintes documentos por e-mail:

— documento de identidade oficial com foto;

— certidão de nascimento ou certidão de casamento, se no documento de identidade não constar naturalidade, filiação ou data de nascimento;

— comprovante de endereço;

— foto de rosto (selfie) do cidadão (ou responsável legal, se for o caso) segurando o próprio documento de identidade.

Pais de adolescentes entre 16 e 17 anos que solicitarem a correção dos dados do filho precisam também enviar foto ou digitalização do próprio documento de identidade oficial com foto.

Já menores de 16 anos, tutelados ou sujeitos à guarda, há necessidade de envio também do documento de identidade oficial com foto do solicitante (um dos pais, tutor, ou responsável pela guarda) e do documento que comprove a tutela ou responsabilidade pela guarda, conforme o caso, do incapaz.

Para pedidos para pessoas com mais de 18 anos e com deficiência, feitos por parentes de até 3º grau, a solicitação deve ser acompanhada de:

— laudo médico atestando a deficiência;

— documento de identificação oficial com foto do solicitante (cônjuge, convivente, ascendente, descendente ou parente colateral até o 3º grau);

— documento que comprove o parentesco.

Depois de juntar os documentos, a solicitação deve ser enviada por e-mail para um dos seguintes endereços, nos estados que começam agora a fazer as primeiras emissões:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos