Nova etapa da fase de transição libera a abertura de serviços em SP neste sábado (24)

MARIANA FREIRE
·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A partir deste sábado (24), passa a ser permitido o atendimento presencial em restaurantes, salões de beleza e barbearias, atividades culturais, parques e academias. A liberação faz parte da segunda etapa da fase de transição do Plano SP. Os estabelecimentos, contudo, precisam limitar o horário de funcionamento para até oito horas por dia --exceto parques-- e a ocupação a até 25% da capacidade, além de seguir protocolos sanitários para evitar a disseminação da Covid-19. No setor de restaurantes, há grande expectativa para voltar a receber os clientes, mas os termos da reabertura desagradam. Segundo a Abrasel-SP (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em São Paulo), as limitações vão tornar inviável a volta de cerca de 20% dos estabelecimentos da capital. "Muitos talvez esperem um segundo momento em que a ocupação passe pelo menos a 40% e seja possível a reabertura à noite", afirma Joaquim Saraiva, presidente do Conselho de Administração da Abrasel-SP. Para Saraiva, o modelo adotado na reabertura do ano passado, que reservava horários de almoço e de jantar, contemplava melhor o setor. "As pessoas não vão chegar jantar às 18h se o restaurante fechar às 19h." Zupa Silva Neto, proprietário do Consulado da Bahia, em Pinheiros, zona oeste, diz que as regras trazem ainda mais "desespero". A casa, que tem 120 lugares, vai poder operar no máximo com 30 clientes por vez, e pelo menos metade dos funcionários ficará ociosa. Segundo ele, ninguém da equipe de 20 pessoas foi demitido no último ano. "Estava todo mundo com a expectativa de voltar a trabalhar amanhã, mas não tem condição de voltar todo mundo", afirma o empresário. Uma das grandes preocupações é com a compreensão dos clientes. A expectativa de Zupa é que a vacinação seja ampliada para que as pessoas se sintam mais seguras de ir a restaurantes --nesta sexta (23), ele comemorava que seria o dia dele. "Acho que, no máximo, em 90 dias, estaremos em situação melhor. Com a vacina, não vai ter mais motivo para fechar. O duro vai ser aguentar esses 90 dias." Os parques são os equipamentos que poderão atuar com horário mais amplo. Pode haver variação no expediente de cada um, mas, em geral, eles terão funcionamento entre 6h e 18h. Nos parques estaduais, segue suspenso o funcionamento de ambientes fechados, além de ser proibida a realização de eventos e o uso de quadras (exceto de tênis), equipamentos de ginástica e playgrounds. No parque do Ibirapuera, piqueniques e a prática de esportes coletivos não serão permitidos. No domingo (25), serão retomadas as ciclofaixas de lazer em vias da cidade. O atendimento presencial de parte dos serviços do Poupatempo e do Detran também retorna neste sábado. A orientação, entretanto, é de que a população dê prioridade aos canais digitais. No Poupatempo, só serão realizados presencialmente serviços que não estão disponíveis virtualmente, como emissão de RG, transferência interestadual e mudança na característica de veículos. Para realizá-los, é necessário agendar previamente pelo site ou pelo aplicativo do órgão. As unidades terão horário de funcionamento diferenciado. No sábado, o atendimento acontece das 11h às 13h. De segunda a sexta-feira, será das 11h até o fechamento de cada unidade, que pode ser às 17h ou às 19h. Já nas unidades do Detran serão retomadas as aulas práticas e teóricas, as atividades dos CFC (Centros de Formação de Condutores) e das ECV (empresas credenciadas de vistoria e as destampadoras. Esses serviços também serão realizados com agendamento nos canais do Poupatempo. Desde segunda (19), o Detran retomou também a vistoria veicular semestral para os profissionais que atuam com Transporte Escolar na capital. A inspeção está concentrada na unidade Armênia, zona norte.