Nova ‘Grávida de Taubaté’? Sul-Africana é internada em ala psiquiátrica após forjar gestação de 10 bebês

·2 minuto de leitura
Gosiame inventou farsa sobre gravidez de dez bebês - Foto: Reprodução/Instagram/officialmetronome
Gosiame inventou farsa sobre gravidez de dez bebês - Foto: Reprodução/Instagram/officialmetronome
  • Gosiame anunciou que deu à luz dez bebês na África do Sul

  • A mulher, porém, estava mentindo e foi descoberta

  • Por isso, foi internada na ala psiquiátrica de um hospital

Gosiame Thamara Sithole virou manchete por todo o mundo há cerca de duas semanas, quando anunciou ter dado à luz dez bebês. A história digna de livro dos recordes, porém, era uma farsa que foi descoberta e resultou na detenção da sul-africana.

A história está sendo comparada nas redes sociais à da “Grávida de Taubaté”. Em 2011, Maria Verônica Santos gerou comoção nacional ao se declarar grávida de quadrigêmeos. Mas, após participações em diversos programas de TV, foi descoberto que sua barriga era falsa e que a mulher queria apenas chamar atenção da família.

Leia também:

Ao contrário de Maria Verônica, porém, Gosiame foi presa na última quinta-feira na casa de um parente, nas proximidades de Johanesburgo. De acordo com o jornal britânico The Sun, ela foi internada na ala psiquiátrica de um hospital da região.

Gosiame está detida na África do Sul - Foto: Reprodução
Gosiame está detida na África do Sul - Foto: Reprodução

Caso foi investigado

A detenção da mulher de 37 anos foi resultado de uma investigação do departamento nacional de saúde, que levantou suspeitas sobre a veracidade da história. O inquérito concluiu que não há qualquer indício da existência das crianças.

A polícia local explicou que Gosiame não cometeu nenhum crime, mas que deixou a mulher sob cuidados do Departamento de Desenvolvimento Social de Gauteng, que, por sua vez, a levou à clínica.

Lá, Gosiame acusou familiares de seu marido, Teboho Tsotetsi, de lançarem uma campanha de arrecadação de fundos para os dez recém-nascidos, apesar de o próprio casal declarar a não existência deles.

Os advogados da mulher argumentam que ela está sendo mantida internada contra a vontade e já entraram com ação para tentar liberá-la. De acordo com seus representantes, Gosiame sequer pôde receber visitas durante os primeiros momentos de sua internação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos