Nova-iorquinos são multados por descumprirem distanciamento social

Nova-iorquinos precisam cumprir regras de distanciamento social

Dezenas de nova-iorquinos foram multados por não cumprirem o distanciamento social para impedir a propagação do coronavírus, frequentando praias e parques neste fim de semana para aproveitar o clima ameno, informou a polícia.

O comissário do Departamento de Polícia de Nova York (DPNY), Dermot Shea, disse à imprensa neste domingo que 51 multas foram aplicadas no sábado, principalmente por violações às diretrizes de distanciamento social.

Os moradores de Nova York, que estão confinados desde meados de março, foram autorizados a sair e se exercitar desde que mantivessem uma distância social de dois metros e usassem máscaras em locais com aglomerações.

As multas por violar esses pedidos podem chegar a US$ 1.000.

O governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, disse que entende que os moradores estavam entediados, mas alertou contra o relaxamento diante do "falso conforto" causado pelo declínio nos casos de COVID-19.

Ele insistiu que a epidemia, que deixou quase 20.000 mortos no estado, está longe do fim.

"Como como as pessoas não usarem máscaras, isso é desrespeitoso. É desrespeitoso com as enfermeiras, com os médicos e com as pessoas que trabalharam na linha de frente", ressaltou Cuomo. "Não se usa a máscara para si mesmo", mas pelos os outros, acrescentou o governador, que relatou 280 novas mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, contra 299 no dia anterior.