Nova operação do Facebook derruba rede de contas da inteligência russa

(Arquivo) O Facebook disse que também retirou redes de contas no Irã, Vietnã e Birmânia

O Facebook eliminou dezenas de contas vinculadas à inteligência militar russa, em um novo esforço para erradicar as campanhas de manipulação e desinformação na rede social, anunciou a empresa, com sede na Califórnia.

Contas no Facebook e Instagram criadas no Irã, Vietnã e Mianmar também foram bloqueadas por “interferências governamentais ou estrangeiras”, afirmou Nathaniel Gleicher, chefe da política de segurança do Facebook.

A rede russa incluía 78 contas no Facebook e quatro no Instagram dedicadas principalmente à Ucrânia e aos países vizinhos, e que publicavam conteúdo sobre o conflito na Síria, tensões étnicas na Crimeia e a queda em 2014 de um avião civil da Malaysia Airlines na Ucrânia.

“Embora as pessoas por trás dessa rede tentem esconder suas identidades e coordenação, nossa investigação encontrou ligações com os serviços de inteligência militar russos”, destacou Gleicher em uma publicação da empresa.

O anúncio é o mais recente vinculado a uma série de medidas de segurança e prevenção que as redes sociais vêm desenvolvendo para interromper tentativas de manipulação ou promoção artificial de mensagens políticas, geralmente por meio de campanhas de desinformação.

Seis contas no Facebook e cinco contas no Instagram de origem iraniana estavam focadas nos Estados Unidos e nas relações entre esse país e a República islâmica. A empresa justificou sua eliminação alegando “comportamento inautêntico coordenado” e um aparente link para uma rede semelhante excluída pelo Facebook em janeiro de 2019.