Homem é morto em aeroporto de Paris após roubar arma de militar

(Atualiza com últimas informações sobre o fato e suspensão dos voos).

Paris, 18 mar (EFE).- Um homem foi morto neste sábado, no Aeroporto de Orly, em Paris (França), pelas forças de segurança, após roubar uma arma de um militar do setor de vigilância antiterrorista, afirmou o Ministério do Interior.

O incidente aconteceu por volta das 8h30 (horário local, 4h30 de Brasília) quando um indivíduo tirou a arma de um soldado e tentou se refugiar em um comércio do aeroporto, disse o porta-voz do Ministério do Interior, Pierre-Henry Brandet.

Vários agentes presentes na região seguiram para o local e mataram o homem, que não revidou os disparos, afirmou o porta-voz.

Não há informações de feridos entre agentes e usuários do aeroporto.

O incidente ocorreram na área sul de Orly em uma das salas de embarque, que em sua maioria fazem voos domésticos.

Na possibilidade do homem estar com outras armas ou explosivos, as autoridades ordenaram que o aeroporto fosse esvaziado, que está sendo comandado pela polícia, afirmou Brandet.

Cerca de 3 mil pessoas foram retiradas do local, algumas delas fora de um perímetro de segurança montado no mesmo ambiente e outras nas pistas, onde os bombeiros montaram um centro de atendimento provisório.

A direção geral da Aviação Civil anunciou a suspensão de todos os voos previstos com saída ou chegada ao Aeroporto de Orly.

Vários passageiros que tinham aterrissado momentos antes do tiroteio ainda estão dentro dos aviões.

Os ministros do Interior, Bruno Le Roux, e Defesa, Jean-Yves Le Drian, estão no aeroporto para supervisionar as operações. EFE