Turquia assume controle de toda a região curdo-síria de Afrin

Cairo, 18 mar (EFE).- O exército turco e as milícias sírias aliadas de Ancara impuseram um "controle total" sobre a região curdo-síria de Afrin, embora ainda haja conflitos isolados em alguns ponto da cidade, segundo informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos neste domingo.

A bandeira turca foi hasteada no principal acampamento das Unidades de Proteção do Povo (YPG, sigla em curdo), assim como na sede do governo de Afrin, segundo a ONG.

Os combates prosseguem em alguns pontos da cidade de Afrin, conquistada pela Turquia, porque alguns milicianos curdos rejeitaram se retirar antes da entrada das tropas de Ancara, segundo a mesma fonte.

A ofensiva foi iniciada no dia 20 de janeiro deste ano e causou a morte de aproximadamente 2.400 pessoas, entre elas pelo menos 289 civis.

As tropas turcas tomaram neste domingo a capital do enclave curdo em poucas horas, em ofensiva que contou com o apoio de aviões de guerra e um intenso fogo de artilharia.

Desde a sexta-feira passada, pelo menos 200 mil pessoas fugiram da cidade de Afrin para outras zonas na província de Aleppo sob o controle das forças leais ao presidente sírio, Bashar al Assad.

O Observatório afirmou também que as tropas turcas saquearam muitos povoados da região de Afrin, nos quais roubaram as casas e lavouras deixadas pela população civil. EFE