Nova pesquisa de intenção de votos mostra Lula com 45% no primeiro turno das eleições

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ex-presidente Lula lidera intenções em nova pesquisa de intenção de votos, tanto na estimulada quanto na espontânea (Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
Ex-presidente Lula lidera em nova pesquisa de intenção de votos, tanto na estimulada quanto na espontânea (Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
  • Nova pesquisa de intenção de votos é a primeira de 2022

  • Lula vence em todos os cenários propostos

  • Pesquisa ainda trabalha com rejeições e intenções no segundo turno

O ex-presidente Lula (PT) lidera as intenções de voto do primeiro turno com 45%. É o que mostra a nova pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (12). Já o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 23%.

Veja os resultados da pesquisa estimulada, quando os candidatos são apresentados ao eleitor:

  • Lula (PT): 45%

  • Bolsonaro (PL): 23%

  • Sergio Moro (Podemos): 9%

  • Ciro Gomes (PDT): 5%

  • João Doria (PSDB): 3%

  • Simone Tebet (MDB): 1%

  • Rodrigo Pacheco (PSD): 0%

  • Felipe D’Avila (Novo): 0%

  • Branco/nulo/não vai votar: 8%

  • Indecisos: 4%

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, quando não são apresentados os candidatos, 27% dizem que votarão em Lula, enquanto 16% optariam por Bolsonaro. O maior número é o de indecisos: 52%

  • Lula: 27%

  • Bolsonaro: 16%

  • Sergio Moro: 1%

  • Ciro Gomes: 1%

  • Branco/nulo/não vão votar: %

  • Indecisos: 52%

A pesquisa ouviu 2 mil pessoas entre os dias 6 e 9 de janeiro em entrevistas presenciais. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Como são feitas as pesquisas de intenção de votos?

As pesquisas de intenção de votos basicamente tentam “prever” o que vai acontecer no dia da eleição. Analisando o retrospecto dos institutos de pesquisa, podemos constatar que na maioria das vezes os levantamentos são bem-sucedidos nessa tarefa, principalmente quando as pesquisas são feitas cada vez mais próximas da data da votação.

Mas como esse sistema funciona?

Antes de mais nada, os pesquisadores do instituto definem uma amostra representativa do grupo a ser pesquisado, utilizando dados públicos para chegar ao exemplar ideal. Normalmente, é escolhido um número limitado de pessoas, com características semelhantes ao grupo maior que se queria pesquisar.

Ou seja, se a pesquisa for para intenção de voto para presidente da república, é importante que o instituto aborde pessoas de várias idades e classes sociais para chegar o mais próximo possível o universo total dos eleitores. Estas características dos pesquisados (escolaridade, gênero, idade, entre outros) são chamados de variáveis dentro do universo de pesquisa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos