Nova variante da covid-19, altamente transmissível, é detectada na África do Sul

·2 min de leitura

Uma nova variante da covid-19, chamada B.1.1.529, foi detectada na África do Sul e tem "um terrível perfil de mutação da proteína Spike (S)". Segundo o virologista do Departamento Imperial de Doenças Infecciosas do Reino Unido, Tom Peacock, a cepa é altamente contagiosa e deve ser monitorada pelos órgãos de saúde.

O Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis (NICD) informou que já são confirmados 22 casos positivos, e outros deverão ser confirmados conforme os resultados dos exames saírem. Além do país africado, a mutação também foi encontrada em Botswana e Hong Kong. O órgão também confirmou que o número de casos detectados e a porcentagem de testes positivos estão aumentando rapidamente, particularmente na província mais populosa de Gauteng, que inclui Pretória e Johanesburgo, cidade da África do Sul.

De acordo com o britânico The Guardian, a variante B.1.1.529 tem 32 mutações na proteína spike — que ajuda o vírus a invadir as células do corpo. Essas variações podem tornar mais difícil para as células do sistema imunológico atacarem o patógeno.

François Balloux, diretor do UCL Genetics Institute de Londres, disse que o grande número de mutações na variante aparentemente se acumulou em uma "única explosão", sugerindo que pode ter evoluído durante uma infecção crônica em uma pessoa com sistema imunológico enfraquecido.

Nova variante tem cerca de 32 mutações na proteína spike (Foto: Rawpixel)
Nova variante tem cerca de 32 mutações na proteína spike (Foto: Rawpixel)

Ainda que os dados sejam limitados, especialistas estão trabalhando com sistemas de vigilância estabelecidos para entender a nova variante da SARS-CoV-2 e quais podem ser as implicações potenciais. Os cientistas dizem que é difícil prever o quão transmissível pode ser a cepa nesta fase da pandemia.

O virologista Túlio de Oliveira falou em entrevista coletiva online, supervisionada pelo ministério da Saúde, que o número extremamente alto de mutações tem potencial para se espalhar muito rapidamente. Ainda não é possível saber se o vírus é resistente às vacinas existentes contra o coronavírus.

Assista abaixo:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos