Nova York proíbe porte de armas na Times Square

O porte de armas de fogo será proibido a partir de amanhã na Times Square, em Nova York, bem como em vários locais públicos do estado e da cidade de Nova York, anunciaram autoridades nesta quarta-feira.

A nova legislação foi votada pela governadora do estado, Kathy Hochul, e pelo prefeito da cidade, Eric Adams, ambos do Partido Democrata. A medida faz parte da reação a uma decisão de junho da Suprema Corte dos Estados Unidos, de maioria conservadora, que consagrou o direito dos americanos de andar armados, anulando uma lei de Nova York de 1913, que restringia o porte de armas de fogo.

“A cidade de Nova York irá se defender dessa decisão e a partir de amanhã entrarão em vigor novos requisitos de elegibilidade para os solicitantes de permissão de porte oculto e a restrição ao porte de armas em 'locais sensíveis', como a Times Square, disse Adams, um ex-policial que fez da luta contra a violência provocada por armas de fogo o ponto central de sua gestão.

Kathy Hochul, governadora do quarto maior estado do país (com 20 milhões de habitantes), acrescentou que as armas, mesmo escondidas em estojos, bolsas ou bolsos, serão proibidas em "bares, bibliotecas, escolas, serviços públicos e hospitais".

Kathy também destacou que se nega a renunciar a seu "direito como governadora de proteger os nova-iorquinos da violência armada ou de qualquer outra forma de dano". As restrições não se aplicam aos agentes da ordem.

nr/dax/rle/db/ll/lb