Nova York reduz celebração do Ano Novo na Times Square pro causa da ômicron

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
A famosa celebração do Ano Novo em Times Square, em Nova York, será drasticamente reduzida pela pandemia (AFP/ROB KIM)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A famosa celebração do Ano Novo em Times Square, em Nova York, será drasticamente reduzida pela pandemia, anunciou o prefeito Bill de Blasio nesta quinta-feira (23), conforme a variante ômicron alimenta uma recrudescimento "surpreendente" de casos de covid-19.

Normalmente, cerca de 58.000 nova-iorquinos se reúnem para testemunhar a queda do enorme globo que anuncia a chegada do novo ano, mas na próxima semana a capacidade será reduzida para 15.000 participantes, que serão obrigados a usar uma máscara e provar que foram vacinados.

Medidas sanitárias adicionais "manterão a multidão totalmente vacinada segura e saudável no início do Ano Novo", afirmou de Blasio.

A Times Square estava praticamente vazia na véspera de Ano Novo do ano passado, e apenas trabalhadores essenciais e convidados puderam ver o globo cair em áreas com distanciamento social.

Diversas cidades no mundo, como Paris e Londres, cancelaram suas festividades para receber o Ano Novo devido ao avanço da nova variante ômicron do coronavírus.

Nova York relatou um número assustador de novos casos de covid-19, quase 11.000, nos cinco distritos da cidade nesta quarta-feira, segundo o prefeito.

bur-amz/mlm/atm/rsr/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos