Trump oferece a Putin "apoio" dos EUA para "responder" ataque no metrô

Washington, 3 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ofereceu na segunda-feira o "apoio" de seu país ao mandatário russo, Vladimir Putin, para responder ao atentado no metrô de São Petersburgo no qual 11 pessoas morreram, informou a Casa Branca.

"Trump ofereceu o total apoio do governo dos Estados Unidos para responder ao ataque e levar os responsáveis à Justiça", disse a presidência americana, em comunicado onde informou sobre o contato entre os dois líderes.

"Tanto o presidente Trump como o presidente Putin concordaram que o terrorismo deve ser derrotado de forma rápida e decisiva", afirmou a Casa Branca em sua nota.

Além disso, Trump expressou a Putin "suas mais profundas condolências" às vítimas, seus entes queridos e ao povo russo.

O atentado ocorreu pouco antes das 15h (horário local, 9h de Brasília) de segunda-feira, dia no qual se retomava o ano letivo após as férias de primavera na Rússia.

O presidente Putin afirmou que a hipótese principal é um atentado terrorista e já há duas pessoas sem procuradas pela polícia por colocar supostamente os artefatos explosivos no metrô.

No final do dia, o Comitê Nacional Antiterrorista da Rússia subiu para 11 o número de mortos e afirmou que 45 pessoas seguem hospitalizadas, sendo que 13 estão em estado grave. EFE