Novas restrições em Madri pelo vírus, governo espanhol considera estado de alarme

·1 minuto de leitura
Membro da Unidade Militar de Emergências durante operação de limpeza em centro cultural de Madri
Membro da Unidade Militar de Emergências durante operação de limpeza em centro cultural de Madri

Novas restrições para combater a pandemia de coronavírus entram em vigor neste sábado em Madri, enquanto o governo espanhol estuda proclamar o estado de alarme em nível nacional para permitir aplicar toques de recolher localizados.

Alguns dias após a Espanha superar o milhão de casos de covid-19, as autoridades regionais, que têm as competências em matéria de saúde, aumentaram a pressão sobre o governo para que tenham o direito de impor maiores restrições.

Na prática, isso quer dizer que o governo de Pedro Sánchez declara o estado de alarme em nível nacional, o que permitiria às comunidades imporem toques de recolher, como os já aplicados em vários países europeus.

Até agora, nove das 17 comunidades autônomas espanholas pediram formalmente esta medida. O governo deve tomar uma decisão durante uma reunião extraordinária no domingo.

hmw/tgb/at/ode/bc/eg/aa