Nove pessoas são presas no Distrito Federal por crime eleitoral

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Nove pessoas foram presas e 11 abordadas por juízes eleitorais no Distrito Federal neste domingo (30) durante a votação do segundo turno das eleições, segundo o TRE-DF (Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal).

No balanço do dia, o tribunal informou que a maioria dos casos está relacionada a flagrantes por boca de urna e filmagem do próprio voto, com uso de celular na cabine de votação.

Os casos de perturbação do sossego nas seções eleitorais foram, em maioria, resolvidos pela atuação de juízes eleitorais, de acordo com o presidente do TRE-DF, Roberval Belinati.

"Não tivemos nenhuma ocorrência grave [...]. O clima foi de segurança, paz e tranquilidade", disse.