Novembro começa com frio atípico e chance de recordes de temperaturas em algumas regiões do Brasil

O fim de outubro e o início de novembro serão marcados pelo avanço de duas frentes frias vindas pelo sul do Brasil. A mais forte deve ocorrer ainda no feriado de Finados, na quarta-feira, dia 2. Além disso, o frio intenso, atípico e a queda brusca das temperaturas ocorrerão seguidos de uma forte massa de ar de origem polar. Poderá ocorrer recordes de temperaturas baixas para o mês de novembro em algumas localidades.

Grand Canyon: conheça caverna nos EUA que abriga suíte subterrânea com diárias de R$ 5 mil

Carro ou drone? China faz primeiro teste com X3 voador; veja imagens

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão indica, no início da próxima semana, queda em torno de 15°C no Sul e parte das regiões Sudeste e Centro-Oeste. Na próxima terça-feira pode ter ocorrência de neve e chuva congelada ao longo do dia, sobre a serra e planalto catarinense, além da serra gaúcha. Se isso ocorrer, será a primeira vez na história que acontece em um mês de novembro no Brasil, afirma o Climatempo.

Entre segunda e terça-feira, a massa de ar frio continuará se deslocando para o Sudeste, Centro-Oeste e Norte do país. No sul dos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás e Amazonas também vão registrar baixas temperaturas, assim como todo o Rio de Janeiro.

Na região Sudeste, algumas áreas de instabilidades, se espalham ainda mais sobre o território paulista, nesta sexta-feira, provocando pancadas de chuva forte em vários momentos, sobre o centro, leste e sul de São Paulo. Ainda de acordo com o Climatempo, a chuva ganha intensidade na Grande São Paulo, região da Serra da Mantiqueira e nas áreas da divisa com o Rio de Janeiro. Mesmo com a previsão de chuva, a sensação será de tempo abafado.

Além disso, o mês de outubro se despede com uma forte frente fria que avança em direção a região Sudeste, trazendo chuva e queda de temperatura para todas as regiões paulistas. O feriado de 2 de novembro, promete ser de muita chuva e temperaturas mais baixas.

Previsão do tempo para o 2° turno

O segundo turno das eleições, que ocorre no domingo será marcado por calor, sol e possibilidade para pancadas de chuva à tarde e à noite em quase todo o Brasil.

Sudeste: O domingo de eleições será um dia com sol forte e calor em quase toda a região. No Espírito Santo, o sol aparece entre muitas nuvens e chove a qualquer hora. O ar fica abafado. No período da tarde, algumas nuvens carregadas se formam e há condições para pancadas de chuva com raios em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Centro-Oeste: em Goiás, no Distrito Federal e em Mato Grosso, pancadas de chuva ocorrem em pequenas áreas e devem ser de curta duração. Mesmo assim, pode ocorrer eventualmente uma chuva forte. Já em Mato Grosso do Sul, o tempo fica mais instável por causa da aproximação de uma grande frente fria. O estado poderá ter pancadas de chuva a qualquer hora. Há risco de raios e de chuva forte.

Sul: Em praticamente todo o Sul, as áreas de instabilidade associadas à uma nova frente fria que avança sobre a Região, deixam o dia com bastante nebulosidade e com condição para chuva a qualquer momento. O tempo fica chuvoso na fronteira com o Uruguai.

Nordeste: depois de uma semana de muita chuva, o tempo seca novamente em grande parte da região. A previsão é de que o domingo de eleições seja com sol forte e sem chuva no Maranhão, no Piauí, no Ceará, no norte da Bahia e no interior dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Chove rapidamente na faixa litorânea leste, de Alagoas ao Rio Grande do Norte. O litoral da Bahia terá muitas nuvens e chuva frequente. Já nas demais áreas da Bahia, o sol aparece na maior parte do dia, mas ocorrem pancadas de chuva isoladas.

Norte: o domingo de eleições será típico desta época do ano. Os eleitores vão enfrentar o sol forte e momentos de pancadas de chuva com raios, principalmente à tarde e à noite. Estas pancadas de chuva podem ocorrer também em todas as capitais.

O Inmet informou as menores temperaturas já registradas, para o mês de novembro, nos estados da Região Sul, além de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás. Confira:

Rio Grande do Sul: 1,0°C em Bom Jesus em 05/11/1992

Santa Catarina: 1,6°C em Xanxerê em 23/11/1970

Paraná: 2,0°C em General Carneiro em 19/11/2016

São Paulo: 4,6°C em Campos do Jordão em 20/11/2016 e em São José dos Campos em 12/11/1964

Mato Grosso do Sul: 2,2°C em Coxim em 14/11/1980

Mato Grosso: 8,0°C no Alto Araguaia em 18/11/1984

Goiás: 9,7°C em Jataí em 28/11/1979