Novo Barcelona estreia na Liga dos Campeões dois meses depois de vexame

·3 minuto de leitura
Lionel Messi frustrado após a humilhante eliminação do Barcelona da Liga dos Campeões ao ser goleado pelo Bayern de Munique por 8-2 em Lisboa, no dia 14 de agosto de 2020
Lionel Messi frustrado após a humilhante eliminação do Barcelona da Liga dos Campeões ao ser goleado pelo Bayern de Munique por 8-2 em Lisboa, no dia 14 de agosto de 2020

Dois meses após a goleada sofrida para o Bayern de Munique, o Barcelona volta à Liga dos Campeões nesta terça-feira contra o húngaro Ferencvaros com o novo projeto de Ronald Koeman, em busca de um título continental que não alcança desde 2015.

A humilhante derrota por 8 a 2 diante da equipe alemã nas quartas de final da última edição do torneio continental desencadeou uma tempestade com seu clímax na ameaça de saída de Lionel Messi, que desistiu da ideia para o alívio do time espanhol. 

O capitão do Barça advertiu durante grande parte da temporada passada que o desempenho do elenco "não era suficiente" para ganhar a Liga dos Campeões, e suas previsões foram cumpridas da forma mais humilhante. 

Agora, pouco mais de dois meses depois, o Barça retorna à principal competição europeia nas mãos de Ronald Koeman, o homem que deu ao clube catalão a sua primeira Copa da Europa em 1992, tendo uma equipe renovada, na qual não há mais nomes como Luis Suárez, Arthur Melo ou Ivan Rakitic.

- Renovação -

Em vez disso, o Barcelona procura uma reconstrução com a chegada de jovens como o meia Pedri, de apenas 17 anos, que teve boa atuação no sábado apesar da derrota por 1 a 0 para o Getafe. 

Além dele, tem o jovem português Francisco Trincão, de 20 anos, e o americano Sergiño Dest, de 19 anos, contratado ao holandês Ajax de Amsterdã. 

Mas o grande destaque dessa renovação é Ansu Fati, que com quase 18 anos, se tornou a grande promessa do time da Catalunha com sua autoconfiança em campo e seu bom entendimento com Messi. 

Fati "mostrou que tem um grande futuro pela frente no Barça, estou muito feliz com ele", disse Koeman sobre seu comandado. 

Sem grandes reforços, para além do bósnio Miralem Pjanic, o projeto do Barcelona continua a girar em torno do astro Messi, que tem contrato até o fim de junho de 2021.

- 'O melhor do mundo' -

Em quatro rodadas pelo Campeonato Espanhol, o atacante argentino fez apenas um gol, de pênalti, e deu passe para outros dois, mas Koeman não está preocupado. 

"Não tenho dúvidas sobre o seu desempenho e vamos ver isso  nas próximas partidas, tenho certeza", disse o treinador em entrevista coletiva nesta segunda-feira. 

O argentino tem uma nova oportunidade nesta temporada que começa nesta terça-feira no Camp Nou contra a equipe teoricamente mais fraca do Grupo G da Liga dos Campeões, que também inclui a italiana Juventus  e o Dínamo de Kiev. 

O Ferencvaros "tem muito perigo na frente, gosta de trocar passes e penso que podemos esperar um bom jogo", alertou o treinador holandês. 

A equipe húngara chega à fase de grupos da competição continental pela primeira vez desde a temporada 1995/1996 e vai tentar competir pela sobrevivência no torneio entre os favoritos.

- Equipes prováveis: 

Barcelona: Neto - Sergi Roberto, Piqué, Lenglet, Dest - Busquets, De Jong - Griezmann, Coutinho, Ansu Fati - Messi. Treinador: Ronald Koeman

Ferencvaros: Dibusz - Civic, Frimpong, Kovacevic, Heister - Haratin, Laidouni, Nguen, Skvarka - Isael, Varga. Treinador: Szergei Rebrov

Árbitro: Sandro Scharer (SUI)

gr/gh/lca