Novo boletim diz que Bolsonaro evolui satisfatoriamente e receberá dieta cremosa

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO — O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passará a receber dieta cremosa ‘não fermentativa’ neste sábado. Em nota, o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, informou que o presidente segue “evoluindo satisfatoriamente, apresentando melhora clínica e laboratorial”. Até aqui, o presidente seguia alimentando-se com dieta líquida.

Haverá acompanhamento do avanço do quadro e, se houver boa aceitação, Bolsonaro poderá receber alta nos próximos dias, diz o comunicado.

Pela manhã, Bolsonaro afirmou em uma mensagem de vídeo que “está bem” após ser internado na quarta -feira em decorrência de uma obstrução intestinal.

Também em vídeo, o presidente apareceu comendo sopa — parte de seu processo de reintrodução alimentar.

A gravação deste sábado ocorreu ao longo da inauguração de uma agência bancária em Missão Velha (CE). Bolsonaro participou remotamente, do Hospital Vila Nova Star, onde está internado.

— Estou bem, graças a Deus. O problema que eu tive foi em função da facada que eu recebi em 2018. Uma questão de aderência, de vez em quando trava o intestino. E dificilmente precisa realizar a cirurgia, graças a Deus não me foi preciso. Estou louco pra voltar a trabalhar, rever os amigos e voltar pro seio da família. E botar o Brasil pra andar — afirmou o presidente na gravação.

Pela manhã, Bolsonaro recebeu a visita do vice-líder do governo no Congresso, Cezinha de Madureira (PSD-SP).

— O presidente despachou hoje. Está muito animado, não vê a hora de voltar para Brasília. Ele deve ter alta entre amanhã e segunda-feira. Os médicos querem segurar um pouco mais, mas ele é agitado, já quer ir trabalhar — disse Madureira.

Ontem, o presidente passou por exame de tomografia computadorizada do abdômen, que mostrou que seu estado de saúde "continua evoluindo satisfatoriamente", segundo boletim médico divulgado às 20h.

"O exame evidenciou melhora do quadro de suboclusão. O presidente aceitou bem o início da alimentação. Segue em cuidados clínicos, sem previsão de alta hospitalar", diz o documento.

Embora o hospital não fale em previsão de alta, o cirurgião Antonio Luiz Macedo disse ao GLOBO que o presidente deve deixar a unidade de saúde nos próximos dois dias.

Bolsonaro está internado desde quarta-feira para se tratar de uma obstrução intestinal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos