Novo chefe de gabinete de Sérgio Camargo, na Fundação Palmares, é autor de notícia-crime sobre rachadinha

·1 min de leitura

O advogado Bruno André Ferreira Costa de Jesus foi nomeado para exercer o cargo de chefe de gabinete da Fundação Palmares. Nesta sexta-feira (26), Sérgio Camargo, presidente do órgão, usou o Twitter para registrar o primeiro dia de trabalho do colega. "Seja bem-vindo, meu caro. Se tem uma coisa de que ninguém reclama na Palmares é de tédio, monotonia e mesmice. Desafios são frequentes", escreveu.

De Jesus foi secretário especial parlamentar de Gil Diniz (sem partido), deputado estadual de São Paulo e ex-assessor de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Em 2020, De Jesus foi identificado como o autor de uma notícia-crime contra o deputado estadual Arthur do Val (PATRIOTA), um desafeto de Diniz.

Integrante do Movimento Brasil Livre (MBL) e conhecido pelo apelido "Mamãe Falei" por conta de seu canal no YouTube, Arthur do Val foi acusado, à época, por rachadinha, prática que consiste na apropriação de parte do salário dos funcionários.

O deputado, que era pré-candidato à prefeitura de São Paulo no período em que o caso veio à tona, desmentiu o fato e acusou De Jesus, então assessor de Gil Diniz, de ter feito uma denúncia falsa ao Ministério Público.

Gil Diniz, também conhecido como Carteiro Reaça, é investigado no inquérito do Supremo Tribunal Federal sobre redes de ataques e disseminação de notícias falsas na internet.

De Jesus só foi descoberto por Arthur do Val porque ele esqueceu de retirar sua assinatura do arquivo que foi enviado ao Ministério Público. Em novembro de 2020, a queixa foi arquivada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos