Novo comandante diz que Exército é 'vetor de estabilidade'

Daniel Gullino
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O novo comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, afirmou que a corporação irá trabalhar "sob a estrita observância da ordem constitucional vigente" e que continuará sendo um "vigoroso vetor de estabilidade".

As declarações foram feitas em um vídeo direcionado aos membros do Exército, publicado nesta sexta-feira. Foi a primeira fala pública do novo comandante, que tomou posse na terça-feira.

— Fiéis aos princípios basilares da hierarquia e da disciplina, e sob a estrita observância da ordem constitucional vigente, devemos continuar a representar vigoroso vetor de estabilidade e de garantia da ordem e da paz social — afirmou Nogueira.

O general agradeceu ao ministro da Defesa, Braga Netto, pela sua indicação, e ao presidente Jair Bolsonaro, por sua nomeação. Também fez elogios ao seu antecessor, Eduardo Leal Pujol, pela "grandeza" e "serenidade" durante a transição.

— Agradeço também ao general Leal Pujol, pela grandeza com que me transmitiu o cargo, com inequívocas demonstrações de lealdade e camaradagem. A serenidade e o equilíbrio com que conduziu esse processo foram fundamentais para uma transição eficiente, tendo por base os valores e tradições da Força e sua missão.

No mês passado, Bolsonaro demitiu o então ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva. Braga Netto, ao assumir, por sua vez, demitiu os comandantes das Forças Armadas. Um dos motivos para o desgaste de Bolsonaro com Azevedo foi justamente uma insatisfação do presidente com a atuação de Pujol à frente do Exército.