Novo líder do PSDB diz que procurou Doria para unir bancada tucana

MARIANA CARNEIRO
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 11.12.2019 - POLITICA-SP - João Doria, Governador de São Paulo, anuncia parceria entre o Estado de São Paulo e o Google para mapear estradas rurais, criar endereços digitais e códigos postais individualizados para propriedades dos municípios do Estado, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. (Foto Charles Sholl/Brazil Photo Press/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após forte embate e corrida por assinaturas, o deputado Celso Sabino (PA) conseguiu se tornar líder do PSDB na Câmara na manhã desta sexta-feira (13). Sabino é apoiado por Aécio Neves (MG).

O rival de Sabino, Beto Pereira (MS), apoiado pelo governador João Doria, passou a ter um voto a menos nesta sexta, quando o deputado Miguel Haddad (SP) voltou a ser suplente. Com a redução da bancada, Sabino conseguiu formar maioria com uma assinatura a mais que Pereira.


Pergunta - O sr. acredita que vai manter a liderança em meio à disputa que se instalou no PSDB?

CS - Acredito que sim. Já estou buscando conversar com os deputados para que possamos, agora, unir a bancada dentro dos princípios programáticos do PSDB. Teremos pautas importantes, pauta de costumes, reforma administrativa e tributária, prisão em segunda instância.

Temos que trazer para discussão e para o debate aquilo que importa mais do que essa disputa. Foi uma disputa legítima, tivemos oportunidade de travar o bom embate, mas já deu o que tinha que dar.


O sr. está buscando unir a bancada?

CS - Já liguei para o Doria, no sentido de que devemos conversar e unir a bancada.


Ele o reconheceu como líder?

CS - Reconheceu, marcamos um encontro no dia 4 de janeiro para tratarmos de assuntos da bancada. Me desejou Feliz Natal e Feliz Ano Novo. Agora é trabalhar pela unificação, é preciso olhar o futuro.


E há espaço para unificação? Foi uma disputa pesada.

CS - Todos nós somos muito amigos, ficamos próximos o ano todo. Eu não tenho nenhum tipo de problema com ninguém e acho que não vai ter problema. Entrei em contato com Carlos Sampaio, grande líder, para prestigiá-lo e chamá-lo para construirmos juntos essa liderança do PSDB. Vou precisar do apoio dele em tudo isso, para virar a página e olhar pra frente.

Temos que defender nossas bandeiras, ter presença no plenário e utilizar o que temos de mais forte que é o talento individual dos deputados da bancada. O partido deve ter presença efetiva no plenário e posicionamento firme nas pautas relevantes.