Novo ministro da Cultura no Peru, após terceira baixa no gabinete de Vizcarra em 76 dias

O presidente peruano, Martín Vizcarra, decretou o revezamento de homens e mulheres nas ruas diante da pandemia do novo coronavírus.

O presidente peruano Martín Vizcarra nomeou o diplomata e escritor Alejandro Neyra como o novo Ministro da Cultura neste sábado, substituindo a arqueóloga Sonia Guillén que renunciou, por críticas de sua administração em meio à pandemia do novo coronavírus.

Neyra prestou juramento diante de Vizcarra durante uma breve cerimônia realizada no Palácio do Governo, diante de membros do gabinete ministerial chefiado pelo primeiro-ministro Vicente Zeballos.

A renúncia de Guillén é a terceira baixa sofrida pelo gabinete de Vizcarra em 76 dias, quando começou o enfrentamento ao novo coronavírus.

Vizcarra dispensou seu ministro do Interior, Carlos Morán, em 24 de abril, e sua ministra da Saúde, Elizabeth Hinostroza, em 21 de março.