Número de cédulas falsas apreendidas caiu 30% em 2021

Notas falsas circulam por todo o país; saiba como identificá-las
Notas falsas circulam por todo o país; saiba como identificá-las
  • Foram identificadas 227,3 mil cédulas fraudadas no ano passado, diante das 321,2 mil em 2020;

  • O número vem caindo desde 2019, quando registrou queda de 11,20% em relação ao ano anterior;

  • A queda mais expressiva ocorreu entre os anos de 2020 e 2019 atingindo 35,6%.

O número de notas falsas identificadas pelo Banco Central vem caindo ano após ano. Só entre 2020 e 2021, a redução quase atingiu a casa dos 30%. Foram identificadas 227,3 mil cédulas fraudadas no ano passado, diante das 321,2 mil em 2020.

Segundo dados do BC, o número vem caindo desde 2019, quando registrou queda de 11,20% em relação ao ano anterior. Já entre os anos de 2019 e 2020, a queda foi ainda mais expressiva atingindo 35,6%.

O Banco Central atribui as seguidas quedas no índice de cédulas apreendidas “à realização de ações exitosas de combate ao crime de falsificação de dinheiro executadas pela Polícia Federal"

A recomendação do BC é que caso alguém suspeite de uma nota, não passe adiante pois isso se configura como crime. As notas suspeitas devem ser encaminhadas para exame na rede bancária. Se após a análise for comprovado que, de fato, se trata de uma cédula fraudada, o Banco Central não fará qualquer reembolso.

No site oficial, o BC disponibiliza dicas para o cidadão identificar notas falsas, entre elas estão sentir o alto-relevo, a textura das cédulas e ver contra a luz a marca d’água.

App do Banco Central ajuda a identificar cédulas de Real

O Banco Central (BC) possui um app chamado Dinheiro Brasileiro que ajuda a identificar e conhecer os itens de segurança presentes nas cédulas do Real. Disponível para Android e iOS, a ferramenta traz informações como localização desses itens nas notas e a respectiva descrição, além de um recurso de scanner para auxiliar nas tarefas.