Nunca tive qualquer problema com as Forças Armadas, diz Lula

Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva em Lisboa

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira não ter qualquer problema com as Forças Armadas, acrescentando que o comando militar o conhece dos mandatos anteriores e estaria "muito tranquilo" com a volta dele ao poder, negando qualquer receio ou mal-estar.

Em entrevista à imprensa ao lado do primeiro-ministro de Portugal, António Costa, em Lisboa, Lula negou que a demora na nomeação do grupo de transição na área da Defesa tenha a ver com eventual mal-estar causado por declarações do ex-ministro da Defesa general Braga Netto, que concorreu como vice na chapa do presidente Jair Bolsonaro à reeleição, apoiando manifestações antidemocráticas que questionam o resultado das eleições.

"Eu não me preocupo com o que está falando o general Braga Netto", disse Lula a jornalistas.

"O comando das Forças Armadas está muito tranquilo, o comando das Forças Armadas me conhece e no momento certo eu vou indicar quem vai ser o comandante da Marinha, quem vai ser o comandante da Aeronáutica e quem vai ser o comandante do Exército", acrescentou, alegando ter sido o presidente da República que mais investiu na recuperação das Forças Armadas.

O atual presidente Bolsonaro teve uma gestão marcada pela ativa participação de militares no governo em diversos cargos. Também se utilizou de eventos com a participação das Forças Armadas --caso do 7 de Setembro-- com intenções políticas e eleitorais.

(Reportagem de Ricardo Brito)