‘O Brasil é uma mãe mesmo’: Renato Gaúcho critica rumores de técnico estrangeiro à frente da seleção brasileira

Na 18ª edição do Jogo das Estrelas, que acontece nesta quarta-feira no Maracanã, o atual comandante do Grêmio, Renato Gaúcho, criticou os rumores e comentários que têm rondado o meio do futebol brasileiro sobre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) contratar um técnico estrangeiro para assumir o lugar de Tite - que já anunciou sua saída da equipe do Brasil, após a queda na Copa do Catar.

Retorno em baixa: No primeiro jogo pelo PSG após a Copa do Mundo, Neymar é expulso por simulação

Reforço para 2022: Vasco anuncia contratação do lateral-esquerdo Lucas Piton

— Quem tem mais títulos mundiais? É o Brasil, né. Então, fica muito fácil algumas pessoas da imprensa falarem que tem que vir treinadores estrangeiros. Os nossos não são bons? Temos grandes treinadores aqui no Brasil. A gente costuma falar com todo respeito, tem grandes treinadores lá fora também, mas é muito fácil você ter um time de R$ 1 bilhão. Põe um treinador brasileiro para treinar um time de R$ 1 bilhão lá fora, vamos ver. O problema é que quando vem lá de fora, não precisa de carteirinha, vem trabalhar e está tudo certo. O brasileiro não consegue ir lá para fora trabalhar. O Brasil é uma mãe mesmo — afirmou o treinador do Grêmio na zona mista do estádio.

Após a derrota do Brasil para a Croácia na Copa do Mundo, Tite relembrou que deixará o comando da seleção brasileira e levantou novamente uma discussão que estava adormecida: sobre a possibilidade de um treinador estrangeiro à frente da equipe da CBF. Até o momento, o presidente da instituição, Ednaldo Rodrigues, não comentou o assunto e indica que a resposta só virá a partir do ano que vem.

No Jogo das Estrelas, Renato também fez elogios ao atacante Douglas Costa, que esteve no Grêmio em 2021, mas acabou deixando o Tricolor Gaúcho com a relação estremecida.

— Quem foi craque não desaprende, né. Ele é um craque, é fora de série, mas deixa ele conversar com o presidente— disse Renato.

Nesta quinta-feira, o jogador tem reunião com o presidente do Grêmio, Alberto Guerra, em Porto Alegre. O encontro entre Costa e o responsável pelo clube gaúcho será para discutir a dívida de R$ 7 milhões do Tricolor com o atacante e entender as questões sobre um possível retorno.

— Ele tem uma reunião com o presidente, marcou lá para falar. É um assunto dele com o presidente, eu estou aqui (no Rio). Vou estar bem mais a par sobre o assunto no dia 3 quando voltar — comentou o técnico.

A partida beneficente é realizada por Zico anualmente e iniciou às 20h30 desta quarta. O evento contou com uma homenagem para o Flamengo, em que os troféus da Copa do Brasil e da Libertadores foram levados a campo e erguidos por Diego Ribas, Everton Ribeiro e Arrascaeta. Mais de 40 mil ingressos foram vendidos.

O evento de fim de ano é a principal atração beneficente do país. Além do partida principal, aconteceu também o jogo das Celebridades antes do "show" dos craques.