O cabelo da craque francesa Wendie Renard chamou mais atenção que seu desempenho

Equipe HuffPost
A francesa Wendie Renard é a terceira jogadora de futebol mais bem paga do mundo.

Wendie Renard, de 28 anos, é uma das melhores jogadoras de futebol da França e é a terceira jogadora mais bem paga do mundo. Com 1,87m de altura, ela é internacionalmente conhecida pela qualidade técnica, por sua performance aérea e por ter sido seis vezes campeã da Champions League.

Mas o que muitos brasileiros escolheram destacar ao ver Renard em campo contra o Brasil, no último domingo (23), não foi sua técnica, mas sim, seu cabelo. Ela foi alvo de uma série de comentários racistas nas redes sociais durante partida que levou à eliminação da seleção brasileira da Copa feminina.

Bia Zaneratto e Wendie Renard em partida do Brasil x França na Copa feminina.

A artilheira do time francês, que protagonizou lances polêmicos e chegou a levar o primeiro cartão amarelo da partida no jogo contra o Brasil, foi chamada de “preta do cabelo duro” e criticada por entrar em campo com o cabelo solto, a quem muitos se referiram como “pixaim”, “cabelo ruim” e diziam que “mulher ganha milhões e não faz nem uma progressiva naquela bucha”. Outros usuários e personalidades, em contrapartida, saíram em defesa da atleta. 

Além de ser a terceira jogadora mais bem paga do mundo, Wendie Renard estava entre as finalistas ao prêmio de melhor do mundo da Fifa no ano passado, prêmio que ficou com Marta pela sexta vez. 

Também em um post no Instagram, Maíra Azevedo, jornalista e influenciadora conhecida como “Tia Má” nas redes sociais, contou que já foi chamada de “nega do cabelo duro, que não gosta de pentear” e destacou que os efeitos da pressão estética a qual as mulheres negras são submetidas são cruéis.

“Isso estimulou que eu, por muito...

Continue a ler no HuffPost