O cerco russo a Mariupol pelo olhar de uma criança de oito anos num diário da guerra

Escondido da ofensiva russa, Yegor Kravtsov pegou num caderno e foi escrevendo e desenhando o que estava a viver. Até à morte de duas amigas, vizinhas em Mariupol. O relato foi agora revelado

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos