O dia em resumo: veja os destaques desta terça-feira

1 / 2

anvisa-aprova-registro-e-venda-de-remedios-a-base-de-maconha

Desde 2015, agência registrou 10.108 solicitações de importação de medicamentos à base de Cannabis

Olá, boa noite.

Confira as principais notícias do dia.

Boa leitura!

Anvisa aprova venda em farmácia de remédios à base de maconha, mas rejeita cultivo

Farmácias do país serão autorizadas a vender remédios à base de cannabis, a planta da maconha, por decisão unânime da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A regra entrará em vigor 90 dias após ser publicada no Diário Oficial e valerá por três anos. O órgão, entretanto, não permitiu que empresas cultivassem a planta para fins medicinais — elas poderão importar o substrato da cannabis.

O que foi decidido: ao regulamentar o registro dos produtos, a Anvisa determinou que eles não poderão ser rotulados como medicamentos e demandarão receita médica para serem vendidos. Remédios com percentual de THC acima de 0,2% só poderão ser prescritos para pacientes terminais.

PIB avança 0,6% impulsionado por consumo das famílias e investimentos

A economia brasileira cresceu 0,6% no terceiro trimestre deste ano, o que levou o governo a afirmar que a fase de desaceleração da atividade econômica “ficou para trás”. Após o IBGE divulgar o resultado, o presidente Jair Bolsonaro projetou novo avanço do Produto Interno Bruto (PIB) para o quarto trimestre. Bancos e consultorias revisaram para cima suas estimativas para o PIB em 2019 e 2020.

Em foco: a construção civil teve seu melhor desempenho desde o primeiro trimestre de 2014.

Pisa: 43% dos brasileiros não aprenderam mínimo de Leitura, Matemática e Ciências

O Brasil está estagnado há uma década entre os piores níveis de aprendizado avaliados pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). Em 2018, 43% dos participantes brasileiros não aprenderam o mínimo necessário em Leitura, Matemática e Ciências. A média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) foi de 13%.

Entenda o resultado: o pior desempenho do país foi em Matemática, em que 68,1% dos participantes não atingiram o patamar de aprendizado mínimo. O Brasil ficou na 70ª posição do ranking nesse quesito, 57ª em Leitura e 64ª em Ciências.

Em detalhes: os brasileiros mais ricos tiveram desempenho em Leitura mais baixo que estudantes mais pobres de dez países, como China, Estônia, Singapura, Canadá e Finlândia. Somente 2% brasileiros alcançaram os níveis mais altos em ao menos uma avaliação.

Repercussão: o ministro Abraham Weintraub (Educação) culpou o PT pelo desempenho do país.

Viu isso?

Barrados: a prefeitura do Rio proibiu jornalistas do GLOBO de participar de entrevista coletiva sobre o réveillon na cidade.

Caso Marielle: o STJ deixou para 2020 o julgamento do pedido de federalização das investigações sobre a morte da vereadora.

Volte atrás: o MPF pediu a Funai que reconsidere decisão de não enviar servidores a Terras Indígenas não homologadas ou regularizadas.

Pontos turísticos: Bolsonaro incluiu os parques dos Lençóis Maranhenses, de Jericoacoara e do Iguaçu no programa de concessões.

Alerta de prejuízo: a CGU identificou irregularidades em licitação de R$ 3 bilhões do Ministério da Educação.

Inquérito: o MPF abriu investigação contra o secretário de Cultura, Roberto Alvim, por convidar a própria mulher para cargo em Brasília.

Punições: o PSL suspendeu Eduardo Bolsonaro de atividades partidárias por 12 meses. Outros 17 parlamentares foram suspensos ou advertidos.

Sucesso em promoção: o Vasco chegou a 139 mil sócios-torcedores, superou o Flamengo e lidera o ranking entre os clubes brasileiros.

“Trump tem enorme capacidade de nos surpreender. Quando fala, fere frequentemente certas tradições latino-americanas”

JOSÉ MUJICA, EX-PRESIDENTE DO URUGUAI

Em visita ao México, líder uruguaio critica o presidente dos Estados Unidos e a Organização dos Estados Americanos (OEA) e adota silêncio ao ser perguntado sobre o governo de López Obrador no país

Nem Hemingway nem Picasso: lésbicas elevaram a cena artística em Paris

Conheça a história de seis mulheres que ajudaram a transformar a cidade francesa na capital intelectual do mundo na primeira metade do século XX

Mostra exibe primeiro contato com índios no século XIX

Museu Histórico Nacional expõe imagens do fotógrafo italiano Ermanno Stradelli, pioneiro no registro de tribos a partir de 1879

Ouça

Panorama CBN: as principais notícias em até meia hora

As mais lidas do site do GLOBO

Essas são as principais notícias de hoje. Acompanhe, também, a edição da manhã, que reúne todas as informações para começar o dia bem informado. Inscreva-se aqui.

Obrigado pela leitura!