O essencial da manhã: Avaliação negativa da segurança pública cai 30 pontos no Rio, indica Datafolha

1 / 3

violencia-rio.jpg

A pesquisa Datafolha foi realizada entre os dias 11 e 13 de dezembro, com 872 pessoas, em todas as regiões da capital. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos

RIO — Confira as principais notícias do dia.

Maioria da população do Rio teme virar alvo de violência policial, aponta Datafolha

A insatisfação de cariocas com a segurança pública no estado do Rio diminuiu 30 pontos percentuais em comparação a março de 2018, segundo pesquisa Datafolha. Naquele ano, 85% dos entrevistados consideravam ruim ou péssimo o desempenho do governo estadual na área. Hoje, são 55%. A aprovação — que reúne quem avalia o desempenho como ótimo ou bom — saltou de 2% para 15%.

O que dizem os dados: a desaprovação é maior entres as mulheres e os jovens. O levantamento mostra que 86% dos cariocas têm medo de serem vítimas de milícias — 10% já pagaram taxa a esses grupos — e 78% temem virar alvo de violência policial. Sete em cada dez cariocas afirmam que se mudariam da cidade devido à violência.

Em detalhes: a Zona Sul da capital, que historicamente tem índices de violência menores, é a região com maior percentual de insatisfeitos.

Contexto: este ano, o Rio registrou queda de 21% nos homicídios dolosos e teve o menor número de vítimas fatais em episódios de violência desde 1991. Índices de roubos de veículos, cargas e de rua também caíram. Já as mortes provocadas por policiais em ação dispararam.

Prefeitura suspende todos os pagamentos do município

Em meio aos arrestos nas contas da prefeitura, uma resolução do secretário municipal de Fazenda, Cesar Barbiero, suspendeu todos os pagamentos a fornecedores do município e demais movimentações financeiras até segunda ordem. O bloqueio nas operações da Subsecretaria do Tesouro vale desde as 14h desta segunda-feira. A resolução está no Diário Oficial do Município.

Contexto: A prefeitura já teve mais R$ 92,1 milhões bloqueados na ação trabalhista para pagar dívidas com funcionários das Organizações Sociais da Saúde, que estão em greve devido a atrasos no pagamento dos salários de outubro, novembro e do 13º salários. Segundo o TRT, nesta segunda-feira foi expedido mandado para que desses R$ 92,1 milhões bloqueados, R$ 76,8 milhões sejam repassados para as OSs.

Marcelo Odebrecht: ‘Havia pagamentos não declarados desde os anos 80’

Símbolo do avanço da Lava-Jato, o empresário Marcelo Odebrecht afirmou, em entrevista a Thomas Traumann, que a empresa fazia pagamentos não declarados desde os anos 1980. “Sempre fomos tolerantes com o caixa dois”, disse. Marcelo é o terceiro entrevistado da série “Década de rupturas”.

Resumo: o empresário dá detalhes da briga no grupo empresarial, comenta a recuperação judicial da empresa, diz que o departamento de propina é folclore, admite repasses fora de disputas eleitorais e conta quais lições aprendeu depois de dois anos e meio preso.

Flamengo evita pressão diante do Al-Hilal na semifinal do Mundial de Clubes

O Flamengo inicia a busca pelo sonhado segundo título mundial hoje, às 14h30 (Brasília), diante do Al-Hilal. Alertados pelo técnico Jorge Jesus, que manteve discurso de cautela, os rubro-negros evitam a pressão da estreia. Na véspera do jogo, o português pediu que seus comandados joguem com prazer.

Entrevista: titular da defesa do Flamengo, Rodrigo Caio diz que o time não mudará o jeito ofensivo de jogar, conta sobre conversas com brasileiros do Liverpool e avalia as chances do time carioca.

Fique atento: às 20h30, a Conmebol sorteará os grupos da Copa Libertadores de 2020. Atual campeão, o Flamengo será cabeça de chave do Grupo A e ficará no pote 1, o que deve tirar adversários difíceis do caminho. O Brasil terá oito representantes no torneio.

José Casado

A seis meses de Tóquio-2020, ninguém sabe exatamente quanto custou a Rio-2016. Estimam-se gastos de R$ 44 bilhões, mas a conta final talvez leve anos para aparecer

Viu isso?

Decreto à vista: Bolsonaro quer liberar indulto natalino para policiais que cometeram homicídio e estuda vedações a outros crimes.

Fundo Eleitoral: relator da proposta de Orçamento reduziu para R$ 2 bilhões a previsão do valor destinado às campanhas em 2020.

Articulações: o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) indicou a aliados que anunciará em janeiro sua candidatura para voltar ao cargo.

Desdobramentos: a CVM aplicou multas de R$ 1,7 milhão a Nestor Cerveró e a Jorge Zelada em processos ligados à Lava-Jato.

Expectativas: com o dólar em queda, cotado a R$ 4,061, o risco-país recuou aos 98 pontos, o menor nível desde novembro de 2010.

Avião interrompido: a Boeing vai suspender a produção do 737 Max, modelo envolvido em dois acidentes com 346 mortos.

Pré-indicado: o documentário brasileiro “Democracia em vertigem” segue na disputa pelo Oscar. “A vida invisível” está fora.

“O copo da inteligência artificial está meio cheio no Brasil”

KAI-FU LEE, CIENTISTA DA COMPUTAÇÃO - Em entrevista, americano pioneiro de sistemas de reconhecimento de voz diz que já é realidade o cenário em que a China reina ao lado dos Estados Unidos na tecnologia

Ao Ponto: como o Brasil sai da Conferência do Clima?

Dois especialistas em estudos sobre a crise climática avaliam o desempenho do país nos debates e o fracasso da COP25 em definir resoluções concretas

Museu da Língua Portuguesa renasce em São Paulo

Com reforma concluída, governo estadual lança edital de licitação para gestão da instituição. A previsão de abertura é junho de 2020

MNBA destaca a utopia de Sérgio Bernardes

Arquiteto que criou postos de salvamento da orla do Rio e o Pavilhão de São Cristóvão sonhou com cidade vertical e ponte entre a Barra da Tijuca e Niterói

Palavras cruzadas

Jogue as palavras cruzadas do GLOBO em versão digital

Essas são as principais notícias desta manhã. Acompanhe, também, a