O GLOBO estreia amanhã nova seção da Época

·2 minuto de leitura

A partir de amanhã, Época passará a estar presente nas páginas do GLOBO. Em um momento no qual o diálogo se mostra ainda mais imprescindível para a compreensão da realidade, o jornal ganha uma nova plataforma de debates aprofundados sobre os principais temas do país e do mundo, sempre atenta à diversidade de opiniões, à pluralidade de vozes e ao espaço para o contraditório. Além do conteúdo digital já disponível, na edição impressa do GLOBO, Época terá páginas fixas aos sábados, sempre com reportagens de fôlego. E também ocupará espaços nas páginas do jornal nos demais dias da semana, com uma presença mais analítica e reflexiva do noticiário.

Para escrever o texto de estreia do novo formato neste sábado, o repórter Leandro Prazeres e o repórter fotográfico Brenno Carvalho percorreram mais de 1,5 mil quilômetros em seis dias entre Rondônia e o Sul do Amazonas para mostrar o impacto real da atual política ambiental do ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do presidente Jair Bolsonaro.

A reportagem flagrou o início da invasão de uma floresta nacional onde os líderes afirmam se sentirem incentivados pelos discursos de Salles e Bolsonaro. A equipe também constatou o “apagão” dos órgãos de proteção ambiental federais como Ibama e ICMBio na região e o avanço de madeireiros sobre as terras indígenas.

Época foi a primeira revista brasileira a ter uma edição verde anual, antecipando uma discussão sobre o meio ambiente que hoje está no topo das prioridades em qualquer país. E sempre teve uma cobertura pioneira e arrojada em tecnologia, educação, saúde, mundo do trabalho e comportamento.

Para o GLOBO, que dialoga cada vez mais com um público espalhado pelo país, a união de forças com Época, que deixou de ser veiculada em formato impresso como revista no último dia 28, é mais um passo na consolidação do compromisso em ser o maior e melhor jornal nacional. As matérias da revista bem como o seu acervo passam a fazer parte do jornal.

As seções fixas de grande repercussão na revista, como as entrevistas do “Concordamos em discordar”, reunindo autoridades, personalidades e estudiosos com opiniões divergentes para discutir um tema do momento, e os relatos em primeira pessoa do “Vivi para Contar” também estarão presentes nas diferentes editorias do jornal.

Ao longo de 23 anos, Época deu furos históricos e colecionou dezenas de prêmios. A quantidade e a importância dos reconhecimentos significam a excelência e a relevância de seu jornalismo. Atributos que serão cuidadosamente preservados nas páginas do GLOBO.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos