O Globo vence prêmio iBest 2021 em Notícias e Jornalismo

·3 min de leitura

O jornal O Globo foi eleito vencedor do Melhor do Brasil pelo júri da Academia iBest na categoria Notícias e Jornalismo. O anúncio foi divulgado na quarta-feira pela organização do evento.

No Top3 da edição de 2021, eleitos pelo júri especializado, estão ainda "Canaltech" e o jornal "Estado de São Paulo".

O jornal também conquistou o 6º lugar pelo voto popular entre os "iBest TOP 10", considerados os mais relevantes deste segmento no universo digital brasileiro em 2021.

É a segunda vez consecutiva que O GLOBO é contemplado pela premiação. No ano passado, o jornal figorou no Top3 da categoria Notícias e Jornalismo, pela Academia iBest, e entre os dez mais relevantes na eleição popular.

— O Globo é, sem nenhuma dúvida, um top 10 porque é clara a relevância dele no digital, seja por alcance, engajamento... Ele tem as métricas que o colocam como um top 10. O que a academia faz quando premia é dizer que um grupo de especialistas diz que o GLOBO é o melhor entre esses dez. Vejo como natural, porque é uma consequência do Globo ter uma relevância digital grande e ser reconhecido pelos especialistas como um veículo de extrema qualidade — diz Marco Wettreich, fundador e CEO do iBest.

O Prêmio iBest foi criado pelo empresário Marcos Wettreich, em 1995, e, por mais de uma década, foi referência de indicação dos melhores serviços on-line brasileiros. Em 2020, após um hiato de 12 anos, a premiação voltou remodelada, com uma nova metodologia, e passou a valorizar as melhores iniciativas do universo digital.

Para selecionar os dez participantes em cada uma das categorias, a organização utiliza o algoritmo iGency, que pesquisa e quantifica milhares de iniciativas. O mecanismo aponta matematicamente quais são os principais destaques de cada segmento, por meio de métricas como alcance, relevância e engajamento.

Depois de definido o Top 10 de cada categoria, a eleição dos melhores entre os melhores ocorre por voto popular e um júri de especialistas, que compõem a Academia iBest.

Na avaliação de Wettreich, o sucesso da edição deste ano é evidenciado pela participação popular. Foram 18 milhões de votos únicos em 2021, ante dois milhões em 2020.

— O universo digital é muito grande e ninguém conhece tudo que existe nesta áreal, muito menos sabe identificar quem faz melhores iniciativas. Cada vez mais você tem mais diversidade, e acho que os votantes entendem isso. Já quem participa consegue essa certificação do mercado de influência em seu segmento — destaca.

Ao todo, a edição do Prêmio iBest 2021 conta com 79 categorias, ante 50 no ano passado. Wettreich explica que a premiação não só acrescentou categorias de um ano para o outro, mas pretende remodelar os segmentos conforme o ambiente dinâmico que é a internet se reestrutura.

A edição deste ano contou com a entrada de plataformas como o TikTok e a Twitch como métricas para avaliação do algoritmo, por exemplo.

— Tem uma renovação. Muito possivelmente algumas categorias desse ano não serão refeitas no ano que vem e a gente vai trazer mais categorias, cada vez segmentando mais, de acordo com o interesse dos consumidores — explica o fundador do prêmio

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos