O incrivelmente raro “papagaio da noite” é visto pela primeira vez em 100 anos

Pesquisadores descobriram o papagaio da noite (foto: John Young)

Pesquisadores da vida selvagem afirmam ter descoberto um dos pássaros mais raros do mundo no sul da Austrália, pela primeira vez, em mais de meio século.

Acreditava-se que o papagaio da noite estava instinto na Austrália, até 2013, quando uma das raras aves foi fotografada em Queensland, pelo ecologista John Young.

Agora, Young descobriu uma pena em um ninho localizado próximo a Lake Eyre, no sul da Austrália, a primeira evidência física de sua existência, em mais de meio século.

Young e seu colega ecologista Keith Bellchambers descobriram a pena em julho, antes que os testes independentes do Western Australian Museum confirmassem que ela pertencia ao pássaro incrivelmente raro.

A descoberta veio após uma pena ter sido encontrada (foto: John Young)

Os ecologistas do Australian Wildlife Conservancy primeiro investigaram a potencial presença da ave, depois de avistarem uma forma “misteriosa”, registrada numa foto noturna no Santuário de Vida Selvagem Kalamurina.

Então, eles sobrevoaram a bacia para vasculhar seus 9.500 quilômetros, antes de se estabeleceram numa região onde um avistamento foi anteriormente feito, em 1883.

Após examinar vários ninhos, Young descobriu uma “inconfundível” pena verde.

“Pessoas mostram emoções de formas muito diferentes; a minha foi começar a tremer incontrolavelmente de animação, enquanto Keith olhava com total descrença, com as mãos na cabeça”, disse ele.

“Foi um momento incrivelmente emocionante para nós”.

Agora, os ecologistas estão tentando rastrear o tamanho da população.

Nick Reilly