O melhor público não é sempre o maior. Conheça a história dos Doutores da Alegria

Vinícius Victorino, da Endeavor




Em todas as atividades que já exerceu, até mesmo como professor de inglês, o “Doutor da Alegria” Wellington Nogueira sempre esteve de alguma forma ligado ao teatro. Até o momento em que, depois de escapar de um assalto, ele decidiu quebrar a promessa que fez à família aos 7 anos de idade, de tornar-se médico e enfim exercer o seu sonho: ser um grande ator.

Leia também:
Mais histórias de sucesso
Saiba mais sobre a Endeavor
Confira a apresentação na íntegra





Nos anos 1980, após estudar artes cênicas, recebeu um convite que transformaria para sempre a sua trajetória profissional: atuar como palhaço em um hospital de Nova York.

Após enfrentar os graves problemas de saúde do pai e muitas dificuldades de conseguir patrocínio, ele conseguiu implantar no Brasil uma semente do que mais tarde se tornaria o “Doutores da Alegria”. Atualmente, o projeto reúne escola, pesquisa e conhecimento, tornando-se o maior responsável por disseminar o impacto positivo da alegria nos ambientes hospitalares e outros setores enfermos da sociedade.