'O meu nome vai estar lá como um dos primeiros', diz presidente da Anvisa sobre 'lista' de quem atuou na aprovação de vacina para crianças

·1 min de leitura

BRASÍLIA— O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, defendeu o corpo técnico da agência e afirmou caso houvesse lista das pessoas que participaram da aprovação da vacina contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos seu nome estaria entre os primeiros. Na última quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que divulgação a relação de todos os envovildos na aprovação do imunizante para essa faixa etária.

Em discurso durante reunião da diretoria colegiada da agência, Barra Torres defendeu as vacinas como principal solução para a pandemia e que não é aceitável que os funcionários da agência sejam alvo de violência. Segundo ele, a Anvisa não se pauta por medo ou ameaças.

— Na decisão que foi tornada pública no dia de ontem, se formos consultar todas as pessoas que ali contribuíram direta ou indiretamente para que aquele posicionamento fosse estabelecido, essa lista por certo contaria com mais de 1600 nomes. Porque todas nossas atividades estão entrelaçadas— afirmou Barra Torres.— Desses, até por questão de ordem alfabética e não importância, porque todos são essenciais, seguramente na letra A o meu nome vai estar lá como um dos primeiros, pela minha inicial. E também lá estarão os nomes de toda diretoria da Anvisa

Segundo ele, a Anvisa terá "total tranquilidade" em fornecer informações sobre seus atos de análise administrativos.

— Na decisão de ontem estamos todos juntos, somos legalistas, cumpridores daquilo que a lei determina— disse. — Faremos assim com a mesma serenidade que buscamos manter em mares tormentosos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos