O "monstro" da Via Láctea

"Hoje, o Telescópio Event Horizon (Horizonte de Eventos) tem o prazer de partilhar a primeira imagem direta do gentil gigante no centro da nossa galáxia".

Foi assim que Feryal Özel, da Universidade do Arizona, apresentou ao mundo o buraco negro supermaciço Sagitário A*, um "monstro" no centro da Via Láctea, que devora qualquer matéria no raio da sua força gravitacional.

É apenas o segundo buraco negro a ser fotografado. Possui 4 milhões de vezes a massa do Sol, um diâmetro de 60 milhões de km - daí a alcunha de "monstro" - e está localizado a cerca de 26.000 anos-luz da Terra.

Os cientistas não escondem o entusiasmo. Katie Bouman referiu que teve de se "beliscar várias vezes" para ter a certeza de que estava a ver "o buraco negro no centro da nossa galáxia, o que é espantoso".

Tal como a investigadora do Caltech - Instituto de Tecnologia da Califórnia - nos Estados Unidos, a comunidade cientifica está convencida de que quase todas as galáxias têm um buraco negro no centro

A imagem do chamado "gentil gigante" no centro da Via Láctea foi produzida por oito radiotelescópios sincronizados e representa aquilo a que os cientistas chamam uma validação extraordinária da teoria da relatividade geral" de Einstein. O mesmo grupo internacional de cientistas já foi responsável pela primeira imagem conhecida de um buraco negro, divulgada em 2019.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos