O portal g1 não publicou que Guarda Nacional ficará com “todos os veículos” do Exército

O portal de notícias g1 não publicou um texto afirmando que a Guarda Nacional ficará com todos os veículos do Exército e contará com soldados estrangeiros, ao contrário do que asseguram publicações compartilhadas milhares de vezes desde 19 de janeiro de 2023. A manchete que aparece na captura de tela viralizada não consta no site do veículo, que negou ter publicado conteúdo com esse teor. A criação da Guarda Nacional ainda é um projeto em estudo pelo governo federal e seria uma resposta aos ataques de 8 de janeiro em Brasília.

“Guarda Nacional ficará com a posse de todos os veículos e tanques blindados do exército”, diz o título de um texto cuja captura de tela circula no Facebook, no Instagram, no Kwai, no Telegram e no Twitter.

A imagem parece mostrar uma matéria com os mesmos elementos visuais do portal g1. Abaixo do título, o texto diz “Projeto da guarda nacional deverá ser concluída até 2024 com participação de soldados estrangeiros”.

Captura de tela feita em 20 de janeiro de 2023 de uma publicação no Twitter ( .)

A matéria viral teria sido publicada em 18 de janeiro de 2023. No entanto, o AFP Checamos não encontrou registros de uma notícia publicada no site do g1, pertencente ao grupo Globo, com o título que aparece nas publicações virais. Procurada, a assessoria de imprensa da Globo confirmou que a notícia não foi veiculada pelo portal.

Em 19 de janeiro de 2023, o g1 publicou uma reportagem sobre os planos do governo federal de criar uma Guarda Nacional como resposta aos ataques em Brasília. Porém, não há qualquer indicação de que a guarda terá a participação de soldados estrangeiros ou que ficará com a posse de veículos do Exército.

De acordo com o portal, a Guarda Nacional seria responsável pela segurança da área da Presidência e dos outros poderes. Atualmente, cabe às Polícias Militares, controladas pelo governo distrital, fazer a segurança da região.

A corporação não teria membros das Forças Armadas. No lugar, o governo estuda um concurso público como o realizado pelas Guardas Civis Metropolitanas. Mas o Checamos não encontrou nenhuma menção pública à convocação de soldados estrangeiros.

Apesar de apresentar elementos visuais do g1, a imagem viral apresenta outros indícios de ser falsa – além de não ter sido publicada pelo portal – , como é possível ver na comparação abaixo:

Comparação entre uma suposta notícia publicada pelo g1 (E) e uma matéria veiculada pelo portal na editoria de política em 19 de janeiro de 2023 ( .)

Comparação entre uma suposta notícia publicada pelo g1 (E) e uma matéria veiculada pelo portal na editoria de política em 19 de janeiro de 2023 ( .)

 

 

A imagem indica o nome do suposto autor da matéria, “Astolfo Canuto”. Essa autoria aparece em outra notícia falsa do g1 que foi verificada pela AFP. A assessoria da Globo confirmou que não há nenhum repórter com esse nome na equipe do portal.