1 / 12

O primeiro país a conseguir zerar o número de moradores de rua

Foto: kerttu/ Pixabay

O primeiro país a conseguir zerar o número de moradores de rua

Em 2015, 7 mil filandeses viviam em situação de vulnerabilidade por não terem um lar permanente. Dois anos depois, se transformou no único país do mundo sem moradores de rua.

Isso porque uma fundação do país do norte europeu iniciou um programa social de concessão de moradia em que o cidadão não precisa se preocupar com uma contrapartida. Ele ganha a casa, ponto final.

Mas o projeto vai além: por meio da assistência social, ele se preocupa com a permanência do morador na casa e com a retomada da vida, além de oferecer ajuda para lidar com vícios.

A Fundação, chamada Y, oferece 16, 3 mil moradias a sem-teto no país. Segundo a companhia, é mais eficaz garantir casa permanente para quem precisa do que oferecer abrigo provisório,  que são usados em outros países.

“Começamos concedendo a eles um apartamento com um contrato que lhes dá os mesmos direitos que qualquer inquilino. E, se eles precisam de mais apoio, também é oferecido”, disse em entrevista à BBC o gerente da Fundação Y, Juha Kaakinen.