'O que lhe prometeram não foi cumprido', diz jornalista sobre aposentadoria de Piqué

A decisão que chocou o mundo do futebol na tarde da quinta-feira, quando Piqué afirmou que deixaria o Barcelona após a próxima rodada do campeonato espanhol, foi motivada por uma quebra de promessas do clube com o jogador. As informações são da rádio Cadena SER.

De acordo com o jornalista Manu Carreno, o zagueiro não tinha a intenção de deixar o Barça no meio da temporada, mas decisões da equipe catalã e do treinador Xavi desgastaram as relações do jogador.

— O que aconteceu é que falaram com ele e disseram: 'Vamos contratar alguns zagueiros a mais e você precisará brigar por mais minutos e uma vaga na equipe'. Ele viu que as rodadas foram passando e essa promessa que lhe prometeram não foi cumprida — opinou.

A saída do jogador vai ter um lado bom para o Barcelona: em um momento em que o clube está atolado em dívidas, vão entrar cerca de 50 milhões de euros (R$250 milhões, aproximadamente) na conta do clube, equivalentes aos 18 meses de salário que o jogador abriu mão.

— Ele só jogava quando Xavi não tinha mais opções, e quando a defesa falhava sempre era culpa do Piqué. Isso provocou o adeus de Piqué, não cumpriram o que haviam prometido. Agora estão felizes porque com o alívio salarial poderão contratar mais jogadores, o Barça conseguiu o que queria.

Nos seus 15 anos vestindo a camisa blaugrana, Piqué acumulou diversos títulos. Entre os mais importantes estão os tricampeonatos da Champions e do Mundial e as oito vezes que levantou a taça da La Liga.